quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

Beira - Mar vs FC Porto (Antevisão)







Nesta sexta-feira, o FC Porto irá ter pela frente mais uma jornada da Primeira Liga, deslocando-se a Aveiro e tendo como adversário a equipa do Beira-Mar, uma equipa que luta pela manutenção ocupando de momento a 15ª e penúltima posição somando apenas 15 pontos em 18 jogos realizados, encontrando-se a dois pontos da linha de salvação. 




O FC Porto apesar do empate surpreendente na última ronda diante do Olhanense no Estádio do Dragão, continua a ser o líder do campeonato (apesar de contar com os mesmos pontos do segundo classificado) com 46 pontos.

A equipa do Beira-Mar não atravessa em termos de resultados um momento feliz, mas atenção que exceptuando um ou outro jogo tem tido um bom comportamento durante os 90 minutos, apresentando de forma clara os seus princípios de jogo, onde destaco as opções de qualidade existentes do meio-campo para a frente (a ausência do Balboa por lesão é uma baixa tremenda), enquanto o sector defensivo é digamos bastante vulnerável contando na baliza com um Rui Rego capaz de exibições do "outro mundo" e capaz de cometer deslizes incríveis que vêem prejudicar a perfomance da sua equipa. 

Nas laterais, com a saída de Joãozinho, o técnico Ulisses Morais adaptou o Hélder Lopes (baixou no terreno e tem cumprido dentro do possível) e na direita a opção tem recaído sobre Nuno Lopes, mas com o regresso do Pedro Moreira após lesão, o irmão gémeo de Miguel Lopes poderá regressar ao banco de suplentes ou até em último caso substituir  Hélder Lopes no lado esquerdo da defesa. 

Uma das baixas para este jogo prende-se no centro da defesa com o reforço Tonel ausente nas próximas semanas, abrindo assim a titularidade ao veterano Hugo ao lado do improvisado Jaime, que rende claramente bem mais jogando no meio-campo no entanto as necessidades do plantel obrigam ao recuo do mesmo. 

À frente da defesadois jogadores de combate como são os casos de Fleurival e Dias (este mais técnico), com o regressado Rui Sampaio como pivot ofensivo (já foi muito feliz em Aveiro e agora tem tido oportunidade de mostrar o seu valor), estando os flancos entregues aos perigosos Nildo e Rúben Ribeiro, dois jogadores bastantes dotados tecnicamente, não sendo propriamente dois velocistas, mas com um raio de acção por zonas interiores, boa capacidade de passe e aparecimento com perigo para as segundas bolas, sendo que ambos possuem um bom remate.

Apesar do ponta de lança Saleh já esta recuperado do problema físico que o abalava, até pelas exibições que tem protagonizado desde que chegou a Aveiro é de crer que Yazalde mantenha a titularidade no eixo do ataque, um jogador que descai facilmente para qualquer uma das alas, além do mais dá outro tipo de velocidade ao jogo da equipa onde será certamente uma seta apontada à nossa baliza. 

Como alternativas a este possível onze, destaco Serginho e Tozé Marreco (sem esquecer o regressado Saleh). Serginho é um jogador com imenso potencial, tem muito futebol nos seus pés, quando for mais regular nas suas exibições e definir melhor as situações com bola no último terço do terreno, não tenho dúvidas que é jogador para outras aspirações. Quanto a Tozé Marreco, depois de muitos golos apontados nas mais diversas divisões secundárias terá oportunidade de confirmar os seus créditos no escalão máximo do nosso futebol.

No encontro efectuado na primeira volta, na altura relativo à quarta jornada, o FC Porto goleou a equipa aveirense por quatro bolas sem resposta, destacando-se na finalização o goleador Jackson Martínez, Varela, James e Maicon. Nesse encontro, o treinador do Beira-Mar ainda contava com o lateral esquerdo Joãozinho (emprestado ao Sporting no mercado de inverno) e com o central Sasso que veio reforçar o Braga (curiosamente neste jogo jogou sobre o meio-campo). No lado dos dragões, curiosamente o argentino Iturbe e o brasileiro Kléber tiveram oportunidade para jogar uns minutos, eles que regressaram aos seus países por empréstimo.


Por: Dragão Orgulhoso
Enviar um comentário
>