quarta-feira, 3 de abril de 2013

Taça da Liga: FC Porto - Rio Ave (Antevisão)







Com o imbróglio resolvido,  decidido pelas instâncias competentes que o FC Porto marcaria presença na meia-final da Taça da Liga, tendo como adversário o Rio Ave, num jogo agendado para a tarde desta quarta-feira no Estádio do Dragão.






Comparativamente ao ano anterior, o Rio Ave sofreu uma grande remodelação no seu plantel, saindo dez titulares e mantendo apenas no onze, o médio Tarantini. Tacticamente, a equipa manteve os seus princípios, mudando os intervenientes. O treinador Nuno Espírito Santo coloca a equipa distribuída num 4-2-3-1, com um quarteto defensivo formado pelo Lionn, Marcelo, Nivaldo e Edimar, estando entre os postes, o guardião Oblak.

Para este desafio no Dragão, Edimar será baixa por castigo e assim sendo, o técnico poderá ser obrigado a adaptar o Nivaldo ao lado esquerdo da defesa, fazendo com que o Rodríguez jogue ao lado do Marcelo. Curiosamente, na Luz, o Rio Ave apresentou um esquema com três centrais, uma situação que dificilmente irá voltar a repetir, até porque foi uma solução que acabou por não dar os seus frutos, e logo nos primeiros minutos era visível que seria uma questão de tempo, a equipa vilacondense voltar à sua fórmula inicial.

Sobre o meio-campo, o médio defensivo Wires estará de fora igualmente por castigo, sendo que os regressados Vilas Boas e Filipe Augusto regressam às opções. Com a possível regresso do habitual 4-2-3-1, esses dois atletas poderão ter oportunidade de entrar directamente no onze inicial, libertando desta feita, o Tarantini, para terreno e zonas mais avançadas no terreno.

No ataque, os irrequietos Ukra e Bebé (emprestado pelo Manchester United) tem lugar garantido no onze, dois jogadores fortes no 1x1 e em virtude de um dos focos principais deste Rio Ave baseia-se na sua transição ofensiva, serão certamente dois elementos a ter em conta, jogando mais adiantado o também jovem Hassan.

Quanto ao FC Porto, certamente o técnico Vítor Pereira irá aproveitar para fazer algumas mexidas no onze tipo, residindo a expectativa do brasileiro Liedson ter finalmente uma oportunidade para mostrar serviço, ele que nos últimos quatro desafios não saltou do banco de suplentes, inclusive nem chegou a aquecer em algum momento.

Quem vencer este jogo, irá defrontar na final desta competição, o Braga, que como se sabe eliminou após grandes penalidades, a equipa do Benfica.

Lista de 19 convocados: Fabiano e Kadú (guarda-redes); Danilo, Lucho, Maicon, Castro, João Moutinho, Jackson, James, Izmaylov, Liedson, Mangala, Abdoulaye, Fernando, Alex Sandro, Kelvin, Otamendi, Defour e Sebá.


Por: Dragão Orgulhoso
Enviar um comentário
>