quinta-feira, 25 de abril de 2013

Hóquei em Patins: FC Porto 11 - 0 Sporting - Hoje sim foi limpinho!









O FC Porto recebeu e derrotou com números esclarecedores os rivais Sporting em jogo dos oitavos de final da Taça de Portugal. Na próxima ronda a nossa equipa viaja até aos Açores para defrontar o Candelária.






Ao contrário de outros que derrotaram este clube ultimamente, nós podemos dizer que foi limpinho. Foi tanta a superioridade, é tanta a diferença entre os dois conjuntos que a rever o resultado, ele só poderia ser mais dilatado. Mas vamos ao jogo:

O treinador Tó Neves optou por fazer entrar em ringue uma equipa diferente do habitual. Aliás, todos os normais titulares começaram no banco. Nada que alterasse o rumo do jogo, até porque sabemos da enorme valia de todo o plantel.

A supremacia portista começou a dar frutos cedo. Logo aos 3 minutos de jogo, Vitor Hugo com um remate de fora da área, em zona frontal inaugurou o marcador.

O nosso conjunto pressionava a saída do adversário logo na sua área de tal forma eficaz que raros eram os momentos de perigo para a baliza de Nelson Filipe. No lado oposto, tudo diferente. Raros eram os momentos em que a baliza sportinguista não estava a ser alvejada. Tivemos bolas ao poste por Hélder Nunes, jogadas individuais de Vítor Hugo a não entrarem por azar, tiros de Caio que o guarda-redes adversário ia defendendo com algum mérito e uma dose de sorte. Enfim, um rol inesgotável...

Assim, foi sem surpresa que dilatamos a vantagem, embora isso tenha acontecido apenas a meio da 1ª parte. Num desvio junto à baliza, Vitor Hugo a bisar.

Logo após o golo, a tradicional rotação. Todos os jogadores de campo foram substituídos. 

O jogo não mudou, a superioridade continuava. Apesar disso apenas a dois minutos do intervalo festejamos novo golo. Reinaldo Ventura, de penalti, foi o marcador.

Ao intervalo 3 golos de diferença. Pouco para o que merecíamos mas a premiar a exibição do guarda redes Igor Alves.

Se a primeira parte foi um luxo, a 2ª foi ainda melhor. Aos 30 segundos Caio a marcar o seu primeiro golo. Bola ao centro, recuperação e, novamente Caio a marcar. 10 segundos bastam para quem sabe jogar!!!

A equipa que tinha entrado em ringue foi uma mistura de titulares com os que jogaram o período final da 1ª parte. Funcionou e tivemos momentos de grande qualidade. O jogo começou a ficar mais aberto, os nossos atletas não tiravam o pé do acelerador e os golos continuaram a aparecer.

Vitor Hugo completou o hat-trick com um remate cruzado. Era a nossa meia dúzia e apenas íamos com 5 minutos neste 2º tempo.

O nosso 7º golo foi fantástico. Caio (ao contrário do que foi dito pelo speaker) com excelente técnica a marcar por cima do opositor que defendia a baliza depois de fintar um adversário.

E, se o 7º foi excelente, o 8º não foi pior. Vítor Hugo novamente, a marcar de picadinha.

Parecia um despique entre Caio e Vítor Hugo. Ora marco eu, ora marcas tu. Vítor Hugo tinha 4 golos, Caio imitou-o aos 11 minutos. Estão ambos em grande forma e mereceram o cumprimento de Tó Neves quando saíram pouco depois.

Agora um momento desagradável do jogo. Numa bola que foi para a bancada, um adepto foi atingido. Destaque para a pronta intervenção do corpo médico presente. Nada de grave felizmente e excelente a capacidade de resposta prestada neste incidente. isto também faz de nós um clube de topo...

Voltemos ao jogo. Depois de ter falhado um penalti, Reinaldo fez o nosso 10º golo a 5 minutos do fim. 

Numa noite de golos bonitos, fechamos em beleza. Numa rápida jogada individual Jorge Silva fechou a contagem.

Destaque ainda para o penalti defendido por Nelson Filipe (o único a fazer os 50 minutos) a poucos segundos do final. Foi um terminar de jogo em beleza, deu para todos brilharem.

No próximo sábado regressa o campeonato com recepção ao Tigres. Será um sábado em cheio para os lados do Dragão. Hóquei às 15h30, andebol às 18h e o futebol às 20h30.  


 Equipa e Marcadores:

Equipa Inicial: Nélson Filipe (gr), Caio (4), Hélder Nunes, Tiago Losna e Vitor Hugo (4) J
Jogaram ainda: Pedro Moreira, Jorge Silva (1), Reinaldo Ventura (2) e Ricardo Barreiros


Por: Paulinho Santos
Enviar um comentário
>