segunda-feira, 3 de setembro de 2012

Quem ganhou a batalha do mercado de transferências (parte 1)?







Na hora em que estou a alinhavar estas palavras o mercado de transferências ainda não fechou totalmente, pois de acordo com o que pude apurar, ainda podem  haver novidades em mercados onde as regras, incompreensivelmente e sem que nada o justifique pois só vem acrescentar problemas aos clubes, se pautam de forma diferente do resto da europa, como será o caso do mercado Russo e do Francês, todavia, quer-me parecer que já se poderá fazer uma breve análise e balanço sobre as saídas e entradas dos nossos principais clubes, e do que daqui pode resultar em termos de alternativas positivas ou negativas para a melhoria dos seus plantéis.





Posto isto e na minha opinião, o grande vencedor do mercado de transferências em Portugal foi até à data o FCP, não pelo encaixe financeiro que obteve, obviamente, mas pela simples razão de ter conseguido manter nas suas fileiras jogadores da categoria e craveira de Hulk, João Moutinho e James, pois se tudo correr normalmente na Liga dos Campeões, e tendo em conta que o sorteio não lhe foi nada adverso, pode mesmo encaixar uma boa maquia que lhe permita equilibrar as finanças, sem ser preciso vender algumas das suas pedras basilares.

Para além disto, O FCP, ainda tem a possibilidade de preparar com bastante tempo um novo ataque de alguns dos “tubarões milionários” que por aí andam aos seus talentosos jogadores no próximo mercado de transferências no início do próximo ano, e que se antevê também que será muito movimentado, colmatando como é habitual naquela casa com antecipação qualquer eventual saída, onde será exemplo disso a troca de Álvaro Pereira por Alex Sandro que já está a dar os frutos desejáveis, quando muitos já colocavam em causa o valor do brasileiro.


Por: Natachas
Enviar um comentário
>