sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Estórias com história ( Cronologia do Tetra)




Março/2000

Os quartos da Liga

O FC Porto conseguiu um feito notável e no qual poucos acreditariam no início da temporada: atingir os quartos-de-final da Liga dos Campeões.

Depois de uma primeira fase notável, em que ganhou os três jogos em casa, o FC Porto venceu ainda em Molde e perdeu e perdeu em Madrid, com o Real. Ou seja a uma jornada do final já tinha o apuramento conseguido, o que levou Fernando Santos a jogar em Atenas, com o Olympiakos, com uma equipa de segundos planos. A derrota, vendida cara, acabou por ser moralizadora para parte dos jogadores que até aí tinham visto vedado o acesso a tão importante competição.





A segunda fase também correu bem aos azuis e Brancos, que iniciaram a “poule” com uma vitória em casa do Sparta de Praga. Os Portistas estavam lançados para o apuramento, pois a vitória seguinte, nas Antas sobre o Hertha de Berlim permitia encarar os dois jogos com o Barcelona sem pensar na classificação. As duas derrotas com os catalães (2-4 e 0-2) mantiveram as portas abertas. A situação complicou-se um pouco em Março, quando o FC Porto não foi capaz de ganhar em casa ao Sparta de Praga (2-2) e adiou a qualificação para Berlim, frente a um adversário que ainda podia lutar pelo mesmo objectivo, ainda que dependendo do resultado do Barcelona – Sparta.




Na capital da Alemanha, o FC Porto conseguiu uma das suas noites de glória. Para seguir em frente precisava de não perder e fez o chamado jogo perfeito, competitivo, de controlo do adversário, não lhe concedendo uma oportunidade de golo. Para além disso, Clayton entrou para tentar aproveitar as fragilidades do adversário e assinou um grande golo. Selar com uma vitória em casa alheia o apuramento para os quartos-de-final da Liga dos Campeões depois de disputadas duas fases. Um feito digno dos maiores encómios, mas a moer por dentro a equipa, que nas competições internas não conseguiu disfarçar um certo desgaste físico e mesmo anímico, porque isto de jogar três vezes por semana, com emoções díspares pelo meio, tem um preço desconhecido, pois nunca antes se tinha disputado uma prova com tamanho grau de exigência. E a liderança do Nacional ficou em Alvalade depois do Sporting – FC Porto.

Dias depois de consumada a qualificação o sorteio punha o Bayern de Munique no caminho do FC Porto. Do lado dos Portistas houve reacções de esperança, mas cautelosas; do lado dos alemães, só faltou lançarem foguetes e começarem desde logo a comemorar a passagem à meias-finais. Só mesmo Franz Benkenbauer, presidente do Bayern, lembrava desgostos do passado e chamava a atenção para o perigo que os Portistas poderiam representar.

1 – Dois golos de Jardel não foram suficientes para o FC Porto sair do “Camp Nou” com um resultado positivo. Apesar do bom jogo, o conjunto Portista foi derrotado (4-2) pelo Barcelona.

Camp Nou – 68.000 Espectadores - Árbitro: Durkin (Ingl)).

Barcelona: Hesp; Puyol (Reiziger 46’), Abelardo, F. de Boer, Zenden (Déhu 52’); Luis Enrique, Guardiola, Cocu; Figo (R. de Boer 86’), Kluivert, Rivaldo.

FC Porto: Hilário; Secretário, Jorge Costa, Aloísio, Esquerdinha; Rui Barros (Domingos 39’), Peixe (Alessandro 74’), Chaínho; Capucho (Clayton 74’), Jardel, Drulovic.
Cartão amarelo: Aloísio e Jorge Costa.
Golos: Jardel 0-1 aos 5’, Rivaldo 1-1 aos 16’, F. de Boer 2-1 aos 22’, Kluivert 3-1 aos 45’, Jardel 3-2 aos 79’ e Rivaldo 4-2 aos 88’.

4 – O FC Porto ganha em Leiria por 1-0, golo de Domingos; o Sporting, em Alvalade, não consegue melhor do que um empate (1-1), diante do Alverca. FC Porto novamente isolado com dois pontos de avanço em relação aos leões.

Estádio Municipal Dr. Magalhães Pessoa (Leiria) – Árbitro: Paulo Costa (24ª Jorn.)

U. Leiria: Baptista; Bilro (Marcelino 77’), P. Duarte, Marçal e J. Manuel; Leão, L. Vouzela e A. Bóia (Derlei 72); Dinda, Duah e Krpan
Supl. não utilizados: Mingote, Mark e P. Alves
Cartão amarelo: Duah 1’, Marçal 7’ e Marcelino 88’

FC Porto: Hilário; Secretário, Jorge Costa, Aloísio e P. Santos; Peixe, Chaínho (Nelson 62’) e Capucho; Clayton (Folha 64’), Drulovic e Domingos (J.M. Pinto 86’)
Supl. não utilizados: Rui Correia, Alessandro e Nelson
Cartão amarelo: P. Santos 1’, J. Costa 40’, Aloísio 53’, Peixe 84’, Domingos 85’
Cartão vermelho: Folha 76’
Golo: Domingos 68’

Classificação após esta jornada: 1º FC Porto 24j/54p, 2º Sporting 24/52, 3º Benfica 24/50

7 – Nas Antas, o FC Porto, não resiste ao Barcelona. Nova derrota, agora por 2-0, “obriga” o Pentacampeão português a ter de vencer o Sparta de Praga para seguir em frente na Liga dos Campeões. Golos de Abelardo e Rivaldo.

Estádio das Antas – 45.500 Espectadores - Árbitro: Braschi (Itál)

FC Porto: Hilário; Secretário, Paulinho Santos (Clayton 65’), Aloísio, Esquerdinha, Rubens Junior (Domingos 45’), Peixe (Chaínho 46’), Ricardo Silva; Capucho, Jardel, Drulovic

Barcelona: Hesp; Puyol, Abelardo, F. de Boer, Bogarde; R. de Boer, Guardiola , Cocu (Gabri 46’); Figo (Xavi 90’), Kluivert, Rivaldo (Dani 76’).
Cartão amarelo: Figo 32’, Aloísio 52’, Paulinho Santos 60’
Golos: Abelardo 0-1 aos 38’, Rivaldo (pen)0-2 aos 59’

Fernando Santos: “Houve Barcelona a mais”; Van Gaal: “Na primeira parte fizemos a melhor exibição desde que estou em Bracelona”.

10 – Sócios da agremiação, ratificam a SAD. “Salvamos a agremiação de fechar portas”, disse Vale e Azevedo.

- O Sporting passa em Braga vencendo por 2-0, com golos de Ayew e César Prates.

11 – O FC Porto recebe e vence, por 2-1, o Guimarães, em jogo respeitante à 25ª ronda da I Liga. Domingos e Jardel marcam pelos Portistas, enquanto Edmilson é o autor do golo dos minhotos.

Estádio das Antas – Árbitro: Jorge Coroado (25ª Jorn.)

FC Porto: Hilário; Secretário,R. Silva, J.M. Pinto e Esquerdinha; Peixe (Deco 45’), Capucho (Alessandro 89’) e Chaínho; Domingos (P. Santos 71’), Drulovic e Jardel
Supl. não utilizados: Rui Correia e Clayton
Cartão amarelo: J.M. Pinto 42’

V. Guimarães: P. Espinha, C. Alvarez, M. Theodoro, F. Meira e Tito; Preto (Riva 73’), Paiva e Nandinho (Jairson 77’); Fredrik, Edmilson e Brandão (Geraldo 83’)
Supl. não utilizados: V. Nuno e Fonseca
Cartão amarelo: C. Alvarez 80’
Golos: Domingos 56’, Jardel 76’, Edmilson 88’

Classificação: 1º FC Porto 25/57, 2º Sporting 25/55, 3º Benfica 25/51

- Em entrevista, Jupp Henyckes, treinador da agremiação, confessa: “O nº1 em Portugal é o FC Porto”.

15 – O FC Porto empata nas Antas como Sparta de Praga e adia a qualificação para os quartos-de-final da Liga dos Campeões. O FC Porto esteve a ganhar por 2-0, mas permitiu, nos descontos, que os checos marcassem o golo do empate,

Estádio das Antas – 27.400 Espectadores - Árbitro: Benkö (Austria).

FC Porto: V. Baía; Secretário, Jorge Costa, Ricardo Silva, Esquerdinha; Capucho (Rui Barros 82’), Chaínho (Peixe 53’), Deco; Drulovic, Jardel, Domingos (Paulinho Santos 89’).

Sparta Praga: Blazek; Fukal, J. Novotny, Bolf (Hornak 81’), Gabriel; Sionko (Obajdin 54’), Zvoboda (Siegl 85’), Jarosík, Baránek; Rosický, Lokvenc.
Cartão amarelo: Baránek, Capucho, Gabriel, Jardel, Jarosík, Obajdin
Golos: Jorge Costa 1-0 aos 16’, Capucho 2-0 aos 64’, Lokvenc 2-1 aos 74’, Fukal 2-2 aos 90’.

16 – O Botafogo, do Rio de Janeiro, mostra interesse na contratação de Alessandro.

18 – O Sporting vence em Alvalade o FC Porto, por 2-0, com golos de André Cruz e Acosta e passa para a frente do campeonato com mais um ponto (58) que o FC Porto. O autocarro do FC Porto é apedrejado à chegada a Alvalade. Na sequência dos incidentes no estádio do Sporting, o FC Porto faz uma exposição ao Ministério da Administração Interna.

Estádio José Alvalade – Árbitro: Isidoro Rodrigues (26ª Jorn.)

Sporting: Schmeichel; C. Prates, Beto, A. Cruz e R. Jorge; Duscher, Vidigal e Mpenza (De Franceschi 72’); P. Barbosa (Toñito 67’), Edmilson (Bino 84’) e Acosta
Supl. não utilizados: Nelson e Ayew
Cartão amarelo: P. Barbosa 27’, Acosta 37’, Vidigal 39’, Duscher 83’, De Franceschi 85’

FC Porto: V. Baía; Secretário, J. Costa, Aloísio e Esquerdinha; P. Santos, Deco (Clayton 73) e Chaínho (Drulovic 45’); Capucho, Domingos (Alessandro 67’) e Jardel
Supl. não utilizados: Hilário e Peixe
Cartão amarelo: P. Santos 27’, Secretário 40’, Aloísio 62’, J. Costa, Drulovic e Capucho 77’, Chaínho 90’.
Cartão vermelho: Domingos 86’
Golos: A. Cruz 16’, Acosta 37’

Classificação: 1º Sporting 26/58 2º FC Porto 26/57, 3º Benfica 26/54

21 - O FC Porto vence em Berlim o Hertha, por 1-0, e qualifica-se para os quartos-de-final da Liga dos Campeões. No jogo em que bastava empatar, os Portistas vencem com um golo de Clayton, aos 70’. “Foi o golo mais importante da minha carreira”, disse o brasileiro.

Estádio Olímpico de Berlim – 30.506 Espectadores - Árbitro: Collina (Itália)

Hertha BSC: Kiraly; Herzog, Van Burik (Konstantinidis 46’), Sverrisson; Covic, Deisler (Dardai 46’), Sanneh, Michalke, Roy; Daei, Alves (Aracic 56’).

FC Porto: V. Baía; Secretário, Jorge Costa, Aloísio, Esquerdinha; Capucho (Alessandro 76’), Chaínho, Paulinho Santos, Deco (Peixe 90’); Drulovic (Clayton 67’), Jardel.
Golo: Clayton aos 70’.

24 – Sorteio dos quartos-de-final coloca o Bayern de Munique no caminho do FC Porto.

- O Sporting vence em Campo Maior por 2-0, com bis de Acosta.

25 – O FC Porto recebe e vence o Marítimo por 3-2, com Jardel a marcar dois golos. Pelo mesmo resultado, o Braga bate o Benfica no 1º de Maio.

Estádio das Antas – Árbitro: Paulo Paraty (27ª Jorn.)

FC Porto: Hilário, P. Santos, J. Costa (Nelson 45’), Aloísio e Esquerdinha; Peixe, Deco e Chaínho (Clayton 35’), Capucho, Drulovic e Jardel (Alessandro 64’)
Supl. não utilizados: Rui Correia e Rui Barros
Cartão amarelo: Deco 43’, Esquerdinha 87’
Duplo amarelo e vermelho: Esquerdinha 89’

Maritímo: Van der Straeten (Nelson 45’); R. Óscar, N. Afonso, J. Soares e Eusébio; Iliev, Bruno e Albertino, Piaggio (Lino 71’), Mariano (Smeets 74’) e Toedtli
Supl. não utilizados: Carlos Jorge e Dani Diaz
Cartão amarelo: Van Der Straeten e Iliev 23’, Mariano 70’, Toedtli 88’
Golos: Iliev 10’, Jardel 22’, Toedtli 33’, Jardel 45, Capucho 57’

Classificação: 1º Sporting 27/61, 2º FC Porto27/60, 3º Benfica27/54

26 – Franz Bekenbauer, presidente do Bayern de Munique, trava euforias: “Temos de ter muito cuidado com o FC Porto”.

28 – Vítor Baía pára três a quatro semanas. Foi-lhe retirado líquido do joelho direito. O jogador consultou, na Bélgica, o médico bósnio Popovic.

29 – Jorge Andrade assina por cinco épocas pelo FC Porto. “É um sonho representar o melhor clube de Portugal”, disse o central do Estrela da Amadora.


Por: Nirutam
Enviar um comentário
>