quinta-feira, 6 de setembro de 2012

Defour: E os sistemáticos desabafos dos nossos atletas







O jornal " O Jogo" chama hoje à sua capa uma "pretensa" ( e colocamos pretensa entre aspas, pois a entrevista à revista "Humo" ainda não foi confirmada ou desmentida) entrevista do jogador Defour (Ler mais abaixo) em que entre outras coisas diz que:

 "O FC Porto é um grande clube, digo-o com toda a sinceridade: eu e a minha mulher gostamos de viver aqui, mas quero jogar. Nem que seja necessário mudar do sol para a neve para jogar com regularidade".






Ora bem não questionando a pretensão do atleta em querer jogar nem que seja na neve (diz ele, e recordar que na neve o FC Porto também já fez história), a questão que se coloca é, o Sr. Defour na altura em que foi contratado e disse que preferia vir para o FC Porto em vez de ir para a neve, por uma questão de valorização pessoal:

 1- Viu ser-lhe prometida a titularidade?

2- Viu-lhe ser prometida (ao contrário das suas aspirações pessoais) que J. Moutinho seria vendido?

3- Será que agora virou regra os desabafos negativos dos atletas do FC Porto nos meios de comunicação social e/ou Redes Sociais? 

Na minha opinião se sim está perdoado, se não, tem que se concentrar no trabalho, nos treinos, dar o seu máximo no dia a dia (que acreditamos que dê) e esperar que a real oportunidade surja.

Ele que também pelos vistos está a ser ajudado pelo clube e bem, a debelar um problema de saúde que se não é grave pelo menos é chato.

Deixamos estas considerações a debate dos nossos leitores para nos dizerem o que pensam da "realidade de comunicabilidade"  actual dos nossos atletas.





Defour estava à espera que João Moutinho abandonasse o FC Porto.

O internacional belga considera que a saída do português teria facilitado a sua situação no plantel: "Sem dúvida, isso teria tornado as coisas mais simples para mim. O problema não é eu não conseguir aguentar com o nível de jogo."

"Na época passada, fiz metade dos jogos e ainda agora estive bem contra a Holanda, e isso diz alguma coisa. Mas simplesmente não posso igualar o estatuto de Moutinho; ele joga no FC Porto há mais tempo e já venceu muitos troféus", explicou em entrevista à revista "Humo", citada pelo jornal "O Jogo".

O médio de 24 anos confessou que "talvez" Moutinho esteja "um passo à frente", mas garante que não se conforma: "Sinto-me muito bem. Vou trabalhar duro para conseguir um lugar."

"O FC Porto é um grande clube, digo-o com toda a sinceridade: eu e a minha mulher gostamos de viver aqui, mas quero jogar. Nem que seja necessário mudar do sol para a neve para jogar com regularidade", concluiu.


Por: Rabah Madjer
Enviar um comentário
>