quinta-feira, 13 de setembro de 2012

Lagartos (intro)metidos em maça alheia.


Depois das últimas noticias vindas a público relacionadas com o Sporting, inclusive medidas cautelares tomadas pelo orgão da UEFA (CFCB), que visaram a retenção dos prémios monetários que lhes diziam respeito, conforme relatamos (aqui).



Hoje damos connosco a desfolhar o jornal "O Jogo" e deparamos-nos com mais uma pérola daquilo a quem chamamos ironicamente de "Tias Falidas", ou seja nem mais nem menos o que mostramos em ilustração em baixo:

Jornal "O Jogo"


Certo que não é no nosso clube, mas sendo a questão colocada envolvendo os "nossos" negócios, alguém no seu perfeito juízo poderá pensar que estas declarações merecem um mínimo de credibilidade?

Infelizmente todos os dias confrontamos-nos com as mais variadas noticias que falam de crise e mais crise, o Sporting até à data, pelo menos que se saiba, ainda é um clube português, que sofre com a falta de receitas de bilheteira. Onde cada vez mais perante o estado de crise dominante os investidores tendem a injectar menos dinheiro, a banca com a torneira fechada também ela em estado de coma e depois vêm os dirigentes deste clube, onde os relatórios contas falam de prejuízos tremendos acumulados na ordem dos 46 milhões de euros.

Serão estas declarações em catadupa uma forma de atirar com areia aos olhos dos seus sócios em simpatizantes? 

Serão estas declarações de um clube sem eira nem beira uma forma de branquear a real situação em que se encontra?

Seja qual for o real significado desta "onda verde", em todas as declarações dos seus dirigentes e até Administradores, fazem-se insinuações sobre a matéria dos negócios em que está envolvido também o FC Porto como se pode ler no penúltimo parágrafo citando Rui Paulo Figueiredo dirigente Sportinguista.

Ora por serem repetidas ao longo da semana e serem declarações um tanto gravosas e insinuantes que algo poderá estar errado, nós temos a dizer que felizmente nunca vimos nenhuma verba retida, não entramos felizmente na primeira lista de castigos e retenção de verbas da UEFA, mas de qualquer das maneiras uma resposta à altura dos nossos dirigentes do FC Porto impunham-se como resposta à constante intromissão de lagartos em maça alheia!


Por: Rabah Madjer
Enviar um comentário
>