sexta-feira, 21 de setembro de 2012

FC Porto - Beira-Mar (Antevisão)



Depois de 21 dias sem jogar para o campeonato (pausa excessiva!), o FC Porto defronta em sua  casa o Beira-Mar, no jogo para a quarta jornada da Liga Sagres.

A equipa aveirense tem tido um início de campeonato discreto, começando com um empate a três golos frente à Académica (o Beira-Mar chegou estar a vencer por 3-0 e em superioridade numérica desde a primeira parte), derrota em Braga por 3-1, e para a terceira jornada não foi além de um empate a uma bola sobre o Moreirense.

Claramente o FC Porto é o favorito e só contamos com um triunfo, não apenas por jogar no seu estádio, mas também por possuir outras valias, seja individualmente e colectivamente.

Independentemente do onze a ser lançado, o capitão Lucho é baixa certa, tal como  Fernando que se encontra na fase final da recuperação da sua lesão.



Persiste a dúvida quem irá substituir El Comandante, existindo algumas possibilidades, uma delas por exemplo a passagem fixa do James para posições interiores.

Quanto ao Beira-Mar, o técnico Ulisses Morais conta com um plantel modesto (mas há jogadores que podem aspirar a outros voos), que só pode ser garantia de um lugar da conquista de um lugar entre os grandes do nosso futebol na próxima época. Do onze base do último campeonato saíram quatro jogadores (Yohan Tavares, Nuno Coelho, Artur e Zhang) e destacam-se as permanências de Joãozinho, Hugo (apesar da idade vem de uma excelente temporada), Nildo ou Balboa.

Esperamos que os aveirenses não façam muitas mexidas, o 4-2-3-1 é o sistema predilecto e colocado em prática pelo técnico, atendendo ao facto do jogo ser fora do seu reduto e perante uma equipa largamente superior, a forma de jogar da equipa do Beira-Mar deve passar naturalmente por uma maior contenção, tentando partir pela certa para o ataque, aproveitando qualquer desequilíbrio contrário.

Na baliza estará certamente Rui Rego, um guarda-redes bastante inconstante, ou seja, capaz de realizar intervenções do outro mundo e ou de sofrer golos inacreditáveis. Na defesa surge a dupla Sasso e Hugo, as laterais são entregues a Nuno Lopes e Joãozinho.

Nestes primeiros jogos Hugo tem continuado a ser o principal elemento no centro da defesa, onde  apesar de já ter mostrado bons pormenores Sasso já cometeu falhas graves e que veio prejudicar a sua equipa. 

Um dos jogadores com mais mercado, no entanto acabou por permanecer na turma aveirense é precisamente o lateral Joãozinho, se bem que é um jogador excessivamente faltoso e como tal será um corredor a explorar. No lado contrário estará Nuno Lopes (gémeo de Miguel Lopes). Curiosamente é um canhoto que joga no lado direito da defesa!

Os reforços Fleurival e Collet (bom de pés) serão os médios centros, ficando a dúvida sobre quem jogará mais adiantado no sector intermédio, havendo a possibilidade da opção recair em Jaime ou em Sérginho (muito potencial). 

Por fim, o ataque é que não deixa dúvidas, Nildo e Balboa nas alas e o Abel Camará no meio.






Lista de Convocados:

Guarda - Redes: Helton e Fabiano,

Defesas:  Danilo, Maicon,  Miguel Lopes,  Mangala, Abdoulaye, Alex Sandro,

Médios:  Castro,  João Moutinho,  Defour,

Avançados: Iturbe, Jackson Martínez, James, Kléber, Varela, Atsu, Kelvin.


Antevisão do Treinador:


“Temos de fazer golos cedo”


O que espera deste jogo, depois de uma boa vitória para a Liga dos Campeões e perante um adversário que ainda não ganhou?

Espero um jogo de um Beira-Mar bem organizado, que vai, com os seus argumentos, procurar transições rápidas, surpreender numa ou noutra perda de bola. Do nosso lado, vai depender da abordagem mental que fizermos. Temos a experiência do ano passado, em que uma ou outra abordagem mais relaxada quase nos hipotecava a possibilidade de conquistarmos o título nacional. Não podemos estar à espera das segundas partes para resolver o jogo, temos de ter abordagem forte e fazer golos cedo, para depois podermos depois jogar ao nosso melhor nível. É essa a mensagem que quero passar aos meus jogadores.

O que deve aproveitar do jogo de Zagreb para este com o Beira-Mar?

No mínimo, o desafio que se coloca é provarmos que temos uma mentalidade forte para jogarmos na Liga dos Campões, mas também temos mentalidade forte para jogarmos no campeonato nacional e se possível melhorarmos.

Lucho González vai estar disponível para jogar?

O Lucho é um grande profissional, com um problema pessoal. Há liberdade e confiança total da equipa técnica, companheiros e administração. Vamos ver do ponto de vista emocional e do descanso e depois resolveremos a sua utilização ou não.

Realizaram-se agora os primeiros jogos após o fecho de mercado, acha que a sua equipa foi a que perdeu mais ou menos?

Não consigo dizer. Tenho de estar preocupado com a minha equipa e as outras equipas sinceramente não me preocupam neste momento.

Já falou com Jackson depois daquele lance em Zagreb em que podia ter feito golo?

O Jackson é um grande goleador, um jogador de equipa, que trabalha muito para a equipa, foi infeliz naquela definição do lance, mas tem experiência mais do que suficiente para perceber que aquilo pode acontecer a qualquer jogador.

Ficou satisfeito com Defour no papel de número 6?

Acho que a equipa esteve bem, o Defour esteve bem com as suas características diferentes das do Fernando, mas o que me compete a mim dizer é que agora é importante virar a página e percebermos que a concentração tem de ser total com o Beira-Mar, que é um jogo importantíssimo para nós.

Que comentário lhe merece o castigo a Luisão?

Felizmente não é um problema nosso, não tenho sequer que comentar esse tipo de situação. Não é uma questão da minha equipa.



Por: Dragão Orgulhoso
Enviar um comentário
>