domingo, 5 de maio de 2013

Juniores Sub19: FC Porto 1 - 0 Sporting.







Hoje foi um Porto personalizado que se apresentou diante dos seus adeptos para bater um Sporting que nunca fez por merecer mais que uma derrota.






A equipa de sub19 portista foi superior a todos os níveis durante o tempo de jogo, numa vitória que só pecou por escassa.

Numa primeira parte de grande nível, com um meio campo de betão, o Porto dominou os meninos da Academia de forma categórica. A equipa jogou um futebol seguro e objectivo, apenas a falhar nos momentos de finalização.

A segunda parte foi de pior nível, mas o Porto manteve a superioridade. 

Os nervos começavam a sentir-se, dado que este era um jogo decisivo na luta pelo 1º lugar.

Mas já no último lance do jogo, a única equipa que quis ganhar recebeu o prémio merecido, através do inevitável Rafa, o lateral que transforma livres em penaltis.

Acima de tudo fica uma bela imagem desta equipa pela qualidade e pelo carácter demonstrado. Parece que após várias jornadas de mexidas no onze, Capucho encontrou a melhor fórmula para este Porto, com Tomás no meio campo, Victor Garcia a mexer com o lado direito, Francisco Ramos a jogar no meio campo e Leandro a dar muito mais consistência à zona central.



Análise Individual:

Kadu: Seguro. Não teve grande trabalho.

Victor Garcia: Ofensivamente esteve muito bem, a combinar, a cruzar, a romper. Defensivamente teve 2 falhas, uma das quais resultou na melhor oportunidade de golo do Sporting no jogo.

André Ribeiro: Sempre bem nas antecipações. Seguro.

Bruno: Boa dupla com o André. Também seguro.

Rafa: MVP. Começam a faltar palavras para descrever este miúdo. Tem tudo o que um lateral deve ter. É uma das pérolas mais brilhantes da formação portista nos últimos anos.

Tomás: Imponente. Limpou tudo com uma classe de craque. Dá uma segurança gigante a esta equipa na posição 6.

Leandro: Não é o jogador mais vistoso, nem o mais dotado, mas é fundamental para esta equipa. Combate, remata, joga simples e rápido.

Francisco: Não esteve no seu melhor, também porque jogou mais como um 10 criativo, quando a sua melhor função é a de um 8 de transição.

Ivo: Pena que se esconda muitas vezes do jogo, porque quando aparece é sempre com qualidade. Esperemos que dê um salto qualitativo no próximo ano.

Gonçalo: É a referência no jogo da equipa. Segura bem a bola, passa bem, desmarca-se bem, combina bem... Falta-lhe ser mais frio na zona de finalização.

André Silva: É complicado para um adepto portista ver o André jogar e não ficar com um sorriso nos lábios. É um jogador à imagem do clube. 
Raça, técnica, velocidade, basicamente, joga até cair para o lado.

Graça, Belinha e Raul: Dos 3, foi Raul que conseguiu trazer algo novo ao jogo. Sobretudo velocidade pela ala.



Por: Prodígio 
Enviar um comentário
>