quinta-feira, 2 de maio de 2013

FC Porto pelo Mundo: Casa do FC Porto de Gross Umstadt







Em mais uma volta pelo mundo dos portistas, a Tribuna Portista viajou, desta vez, até à Alemanha, mais concretamente a Gross Umstadt, e pôs-se à conversa com António Queirós, Presidente da Casa do FC Porto da referida cidade.






A Casa do FC Porto de Gross Umstadt foi galardoada, em 2009, com o tão afamado e reconhecido prémio Dragão de Ouro e contou já com a visita de personalidades ilustres do nosso clube tais como: Dr. Castro Neves, Sr. Júlio Marques, Fernando Gomes, Eduardo Luís, André, Quim e a equipa de Bilhar Sénior do FC Porto constituída por Rui Manuel, Santos Oliveira, Niko e Ramon.

É com orgulho que damos a conhecer mais um espaço que se veste de azul e branco e que honra as nossas cores lá fora e dignifica o nome do nosso mui nobre clube, o FC Porto.

ENTREVISTA A ANTÓNIO QUEIRÓS
PRESIDENTE DA CASA DO FC PORTO DE GROSS UMSTADT, ALEMANHA – DRAGÃO DE OURO 2009

1. Como é ser portista à distância?

A.Q.: Ser portista à distância é bom, como é bom ser portista em Portugal.
Só o facto de ser portista já é uma honra. Sendo que para nós é acrescida a responsabilidade, pois sentimo-nos na obrigção de injectar portismo nos portugueses indecisos assim como nos Alemães e outras nacionalidades.

2. Conte-nos a história da vossa Casa do FC Porto. Como surgiu; que actividades proporcionam aos portistas; de que maneira vivem a “agenda” do nosso clube; em dias de jogo do FC Porto o que fazem?

A.Q.: A fundação da nossa casa teve início em 2002, éramos um grupo de 16 portistas. Fundámos a Casa a 13/11/2003, depois de passada do papel para a obra demorou cerca de dois anos.


A 4 de Dezembro de 2004 abrimos as portas da nossa Casa, era uma casa com cerca de 100m² onde se respirava porto. A 26 de Abril de 2011 tivemos um incêndio que destruiu quase por completo a nossa Casa, foi uma noite que nunca me vai sair do meu pensamento, foi doloroso ver tudo aquilo que tínhamos construído com o nosso suor ser destruído pelo fogo.

Estivemos fechados 6 meses para reconstruir novamente a Casa do FC Porto, foram 6 meses muito duros pois não tínhamos verbas, não tínhamos quase nada, tínhamos era um grupo de portistas e começámos tudo de novo com muito suor e muitas lágrimas, ao fim de seis meses abrimos novamente a Casa.

Actividades:

A nossa casa tem como actividades: equipa de futebol, equipa de matrecos (campeã na liga regional alemã em 2009), organizamos e participamos em torneios de sueca e malha.
Festas com fins lucrativos para acções de caridade.
Participação nas festas e cortejos da cidade, etc, etc, etc.



Os jogos:

Assistimos a todos os jogos em ambiente de estádio, em caso de jogos grandes são dias especiais, com ambiente especial, com muita musica, comida típica portuguesa, o jogo começa a ser vivido desde que a Casa do FC Porto abre (10.00h) até ao fim do jogo. É dia de festa.

3. Existem casas de outros clubes na cidade? Como se relacionam?

A.Q.: Existem Casas dos três grandes de Portugal. Existe, ainda, um grande número de vitorianos, o clube operário português, para além de outras casas portuguesas.
O relacionamento entre Casas é quase inexistente porque prepondera uma certa rivalidade.

4. A relação dos portistas com adeptos de outros clubes portugueses é pacífica? O facto de estarem fora de Portugal ajuda à união?

A.Q.: A relação dos adeptos do FC Porto de Groß-Umstadt com os adeptos de outros clubes é saudável quando em campo neutro. Por exemplo, na nossa Casa as pessoas têm liberdade de espressão, desde que não provoquem. Nas outras casas as pessoas não se podem, tão pouco, exprimir. União… É uma palavra muito forte para usar em Groß-Umstadt.

5. Para os portistas da cidade que ainda não conhecem ou fazem parte da vossa Casa do FC Porto: o que devem fazer caso queiram pertencer à vossa “família” de portistas?

A.Q.: Todos são bem vindos na nossa Casa do FC Porto. Não é preciso ser sócio para frequentar a nossa Casa. Caso tenham interesse em ser sócios passam a pertencer à nossa família. Ao pertencer à nossa família têm acesso a bilhetes para todos os jogos do FC Porto, quer sejam no Dragão, quer sejam fora de casa; descontos em artigos oficiais do FC Porto; entrada grátis nas festas da Casa.

6. Falando agora mais concretamente do percurso do FC Porto durante a presente época…

A 4 jornadas do final do campeonato nacional e tendo o FC Porto tido um percurso, até à poucas jornadas atrás, bastante regular e com presença em quase todas a provas principais (liderança do campeonato nacional; presença nos oitavos da Liga dos Campeões; Taça da Liga), como viu, no espaço de poucas semanas, a perda da liderança do campeonato e o alargamento da distância, para 4 pontos, em relação ao actual líder, bem como a eliminação da Liga dos Campeões frente ao Málaga, uma equipa perfeitamente ao nosso alcance?

A.Q.: A minha maneira de ver o percurso do FC Porto na corrente temporada...
Esta época a nossa equipa teve poucos altos e muitos baixos em relação ao que nos habituou. Mas também não nos podemos esquecer que nos jogos de futebol são 11 jogadores de cada lado e em causa estão também os objectivos de cada equipa que nós defrontamos.
Há muitas equipas no campeonato nacional que ao “roubarem” pontos ao FC Porto já ganharam o campeonato dos pequeninos.
Nós também já fomos o Málaga para outros gigantes do futebol Mundial.
Podemo-nos orgulhar de olhar para as estatísticas nos últimos anos e sentir orgulho em estarmos ligados a este grandioso clube.
Somos os maiores a nível nacional e uns dos grandes a nível internacional.

7. Num plantel onde existem poucas opções no caso de eventuais lesões (temos o caso concreto e muito recente do João Moutinho), a equipa reforçou-se no último mercado de Inverno com Izmaylov e Liedson. Tendo em conta a pouca utilização destes jogadores, na sua opinião, acha que foram escolhas acertadas face às nossas necessidades?

A.Q.: A equipa do FC Porto está recheada de grandes valores, mas a verdade é que não é qualquer jogador que sai do banco e ocupa o lugar do João Moutinho, não podendo esquecer que o Moutinho desde que chegou do Sporting não deu hipóteses, agarrou o lugar com unhas e dentes.
O Izmaylov foi uma boa opção assim como o Liedson, mas tem que treinar muito para lutar por um lugar na equipa.
Não é do dia para a noite que se faz um jogador à Porto.

8. Nos últimos jogos o FC Porto tem feito exibições muito abaixo do que era esperado e sido, por isso, alvo de alguma insatisfação e muitas críticas por parte dos adeptos. Considera que a equipa está a começar a acusar algum cansaço por força de uma época exigente e desgastante ou vê esta fase como um momento de rendimento menos positivo mas que será contrariado já nos próximos jogos?

A.Q.: Exibições…
O FC Porto, nesta época, já teve jogos de grande qualidade com bons resultados e teve jogos de grande nível com maus resultados, muitas vezes por falta de confiança na finalização do ataque e, outras vezes, por culpa do adversário que leva o autocarro para a frente da sua baliza.
Quanto aos adeptos... Peço que façam um exame de consciência e que se lembrem que não há equipas invencíveis.
Qualquer adepto do FC Porto com 30 anos de idade já viu o Porto ganhar mais títulos do que os adeptos dos outros clubes todos juntos.
Temos que saber sofrer e nunca deixar de acreditar na nossa equipa.

9.  A 4 jornadas para o final do campeonato, com tolerância zero e ainda com a agravante de depender, após o empate frente ao Marítimo, do resultado de terceiros, acredita que ainda é possível chegarmos ao tão desejado TRI?

A.Q.: No momento estamos a quatro pontos do 1°, até duas jornadas do fim e se se mantiver esta diferença pontual, matematicamente a conquista do tri é possível.
Eu estou convicto de que vamos ser campeões.

10. Para terminar: Se pudesse passar uma mensagem à nossa equipa que lhes diria neste momento delicado? E aos adeptos mais descontentes, que mensagem lhes passaria, numa altura em que as decisões estão à porta e devemos estar mais unidos do que nunca?

A.Q.: A mensagem aos jogadores...
Que honrem a camisola e o nome do FC Porto como o têm feito até à data e que acreditem que têm capacidade para serem campeões apesar dos deslizes nas outras competições.
Os jogadores dão ser ao FC Porto mas o FC Porto também dá ser aos jogadores.
Eu acredito e tenho confiança que eles vão lutar até ao último minuto.

Aos adeptos...

Somos Porto, somos grandes, não vamos dar alegrias aos outros ao tratar mal a nossa equipa, não nos vamos esquecer dos últimos 25 anos. Foram alegrias em cima de alegrias, agora porque uma época corre menos bem já vamos deixar de ser portistas?
Orgulho em ser portista, orgulho de ser tripeiro, orgulho de estar ligado à melhor equipa portuguesa e uma das melhores equipas do mundo.



Força Porto
Viva o FC Porto
Viva Pinto da Costa

NOTA: António Queirós, Presidente da Casa do FC Porto de Gross Umstadt deixa ainda uma mensagem especial a todos os que estiveram envolvidos no esforço por voltar a edificar este espaço azul e branco, após este ter sido vítima de um incêndio:



Para a Casa do FC Porto abrir foi necessário o esforço de várias pessoas. Queria aqui agradecer a todos os portistas e não portistas que contribuíram para que a Casa fosse aberta a primeira vez e depois do incêndio, o esforço que demostraram para abrir novamente a Casa foi fantástico, foi com muito esforço, suor e lágrimas e também com muito esforço das famílias que em muitos momentos se viram privados dos seus.

Queria agradecer a uma pessoa em especial, que esteve sempre do meu lado, nos momentos bons e nos momentos maus.
Tendo essa pessoa contribuído em grande parte para a conquista do Dragão de Ouro e muito mais.

Zulmira Queirós e a Mulher FC Porto de Groß-Umstadt.

Também uma palavra para os meus filhos que tantas vezes se viram privados da companhia do pai.

Por último agradecer ao FC Porto e seus colaboradores, pois sempre foram grandes.


Obrigado a todos. 
O Presidente: António Queirós



Por: Kaya
Enviar um comentário
>