sexta-feira, 3 de maio de 2013

Caderneta de Cromos: Jaime Magalhães.



Nascido a 10 de Julho de 1962, Jaime Magalhães é um produto das escolas Azuis e Brancas. Subiu à primeira equipa em 1980 e apenas sairia no ano de 1995 para ingressar no Leça onde acabaria a carreira nesse mesmo ano.








No FC Porto Jaime Magalhães ganhou tudo que havia para ganhar, tanto a nível Nacional (onde se sagrou por sete vezes campeão, venceu duas Taças de Portugal e conquistou sete Supertaças Cândido de Oliveira) ou Internacional, com destaque para a gloriosa campanha de 1986/87 que culminaria com a conquista da então denominada Taça dos Campeões Europeus, prova em que foi figura de relevo.







Fiel ao FC Porto clube do seu coração Jaime Magalhães ao longo da sua gloriosa carreira declinou inúmeros convites para sair, entre os quais alguns provenientes dos nossos eternos rivais.

Jaime Magalhães era um extremo direito à moda antiga, o mítico número 7 Azul e Branco, um génio na arte de bem cruzar "à linha", um estilo de jogador intemporal, foi craque no passado e seria-o hoje sem qualquer dúvida. Nascesse ele uns anos mais tarde e hoje seria um jogador que valeria milhões!

Curiosamente com a perda natural de velocidade acaba a carreira a jogar mais como interior direito, já sem "o pique" de outrora, mas com a inteligência dos predestinados.


Por: Paulo
Enviar um comentário
>