sábado, 2 de março de 2013

Sporting - FC Porto (Antevisão)






Jogo complicado o que nos espera hoje. É certo que o Sporting vive momentos complicados, no entanto não deixa de ser um adversário complicado que o FC Porto terá pela frente no Estádio de Alvalade, num encontro que marca o regresso do russo Izmaylov e de Liedson a um estádio que bem conhecem, isto sem mencionar Varela já que infelizmente Moutinho é baixa de ultima hora.





O Sporting atravessa o pior momento em termos desportivos do seu historial e arrisca-se fortemente a ficar de fora das competições europeias na próxima temporada, começou a época sobe a orientação de Sá Pinto, dando depois lugar ao actual adjunto Oceano, ao belga Vercauteren e por fim a aposta recaiu no prof. Jesualdo Ferreira que apesar de alguns desaires obtidos desde que assumiu o cargo de técnico principal do clube leonino, conseguiu os melhores resultados em comparação com os  antecessores.

Actualmente e face à fraca produção de determinados jogadores o Sporting tem apostado em vários jogadores da equipa "B", inclusive alguns deles têm sido titulares e no encontro diante do Estoril jogadores como Ilori, Dier, Zezinho e Bruma entraram nas escolhas iniciais do treinador. Para este jogo frente ao FC Porto é de acreditar que alguns desse lote poderão continuar no onze, sobretudo o médio Zezinho, que tem estado bem no centro do terreno ao lado do argentino Rinaudo, enquanto Bruma depois de ser destaque na primeira volta ao serviço da equipa "B" na Segunda Liga (tal como a equipa depois baixou um pouco de rendimento), já vai no terceiro jogo consecutivo a titular, além de já ter feito o gosto ao pé em Barcelos, no último jogo na Amoreira é dele a assistência para o golo apontado por Wolfswinkel.

Desde os primeiros jogos oficiais da época até hoje, tem sido operadas diversas situações de jogo, mas por incrível que possa parecer, o Sporting nesta altura ainda não possui um modelo bem vincado (que seja assertivo) e a irregularidade tem sido a imagem de marca do clube. Para este jogo, tacticamente o 4-2-3-1 deverá permanecer no figurino, contando com o Rui Patrício na baliza (não foi feliz no último jogo, mas tem sido claramente a figura da equipa), sobre o lado direito da defesa o ex-portista Miguel Lopes e na esquerda o regressado Joãozinho, fazendo com que certamente Rojo volte ao centro da defesa, onde deverá juntar-se ao jogador argentino o jovem Eric Dier.





No meio-campo Rinaudo será o "faz tudo", aquele jogador incansável e exímio nas recuperações de bola, Zezinho não lhe fica nada atrás nestas características, contudo é um jogador com mais recursos técnicos. O marroquino Labyad é o elemento mais dotado e que pode desempenhar funções de médio ofensivo ou descair para as alas, que deverão ser entregues a Capel (com o peruano Carrillo à espreita), Bruma e na frente de ataque o indiscutível Wolfswinkel. 

É certo, que grande parte desses atletas mencionados estiveram no jogo contra o Estoril, mas não existem muitas alternativas aos mesmos e salvo alguma surpresa o onze a ser apresentado pelo Sporting não irá fugir disto.

Tradicionalmente jogar em Alvalade é sempre muito complicado para o FC Porto que nas duas últimas épocas empatou. Sendo uma realidade que este Sporting não está muito forte, também são nestes jogos que podem surgir os resultados mais imprevisíveis. Um triunfo para o conjunto orientado por Vítor Pereira seria um passo muito importante rumo ao título, mesmo tendo em conta o facto de encontrar-se em igualdade pontual com o Benfica na tabela classificativa. 


Por: Dragão Orgulhoso

Enviar um comentário
>