terça-feira, 12 de março de 2013

Málaga - FC Porto (Antevisão)


O "second round" está a chegar e agora tudo ficará resolvido. Esta segunda mão, opõe o FC Porto ao Málaga, num desafio a ser realizado Espanha, a contar para os oitavos de final da Liga dos Campeões. A vantagem na eliminatória está na posse dos dragões, que bateram o conjunto espanhol no Dragão por uma bola a zero, com golo do médio João Moutinho. Ele que está de regresso aos convocados, após paragem devido a lesão.

Inserido no grupo C, o Málaga teve um grupo complicado pela frente, defrontando o Milan, Zenit e o Anderlecht. Registaram três vitórias e três empates e, além de terem terminado no primeiro lugar, foram o melhor ataque e defesa deste grupo, registando dois triunfos e um empate no seu reduto. Nos seis jogos realizados, marcaram em todos os encontros, o que diz bem da qualidade ofensiva desta equipa. O sector defensivo manteve-se intocável, no que a golos sofridos diz respeito, em três encontros. Apesar de não ser um clube habituado a estas andanças competitivas, o certo é que o plantel liderado pelo chileno Manuel Pellegrini possui muita qualidade, contando nas suas fileiras com alguns internacionais portugueses, casos de Antunes, Duda e Eliseu, e outros jogadores que passaram pelo futebol português (Onyewu, Iturra, Weligton e Saviola).

No campeonato, a equipa do Málaga tem, mais uma vez, como principal objectivo chegar a um lugar que possa dar acesso às competições europeias, mais concretamente à Liga dos Campeões. Ao fim de 27 jornadas, o conjunto espanhol está na quinta posição, com os mesmos pontos do quarto classificado, a sensacional Real Sociedad. Na última ronda, frente ao Valladolid (empate a uma bola), o técnico Andaluz não fez muitas poupanças.





Sem contar com Pedro Morales (não está inscrito), o restante plantel surge praticamente na máxima força. O sistema táctico utilizado pelo treinador tem sido o 4-2-3-1 (por vezes aposta no 4-1-4-1).

Quanto ao onze a apresentar, apesar da possibilidade sujeitas a confirmação no próprio dia do encontro, é praticamente adquirido que o argentino Caballero estará na baliza, jogando à sua frente o Weligton (existe a possibilidade chamada Lugano) e o Demichelis. As laterais estarão entregues, na direita, a Jesus Gamez e, sobre a esquerda, a Antunes. Recentemente chegado ao clube, tem sido titular e rubricado boas exibições, como tal, acho provável manter-se no onze inicial.

Para ocupar os dois lugares no miolo do terreno existem três candidatos. A utilização de Iturra deverá ser certa e a maior dúvida recai sobre quem o acompanhará na função de duplo-pivot: Camacho ou Toulalan. São dois jogadores muito fortes a nível táctico e qualquer um deles será sempre uma mais valia. Contudo, o médio francês é um jogador mais dotado em termos técnicos e poderá dar outra profundidade nos momentos da saída para o ataque. Camacho, apesar de não ser propriamente um "tosco", insere mais no seu jogo o rigor defensivo.

Do meio-campo para a frente, existe igualmente opções de luxo e alguns jogadores que dificilmente estarão por muito tempo no Málaga. Um dos casos flagrantes é Isco, um atleta com uma capacidade desequilibradora tremenda e que poderá ocupar a faixa esquerda do ataque. Nas costas do ponta de lança, aparece o regressado Júlio Baptista (esteve lesionado) e no lado direito do ataque, o sempre irrequieto Joaquin.

No centro de ataque, o Saviola deverá ser o eleito, havendo como alternativa o goleador Santa Cruz. O jogador paraguaio foi opção inicial no embate da primeira mão, rubricando uma exibição bastante discreta.

Lista de Convocados:

Helton, Fabiano (guarda-redes); Danilo, Maicon, Mangala, Abdoulaye, Alex Sandro, Otamendi, Lucho, Castro, Moutinho, Fernando, Defour, James, Varela, Izmaylov, Atsu, Liedson e Jackson. 

Por: Dragão Orgulhoso
Enviar um comentário
>