segunda-feira, 18 de março de 2013

Revista de Imprensa - 18 de Março 2013


Empate do FCPorto, na Madeira, e vitória dos encarnados em Guimarães, em destaque


  A vitória do benfica em Guimarães por 4-0 e o empate do FC Porto na Madeira frente ao Marítimo são os grandes destaques da imprensa desportiva desta segunda-feira.

A liderança destacada no campeonato da equipa de Jorge Jesus, agora com uma vantagem de quatro pontos sobre o FC Porto, faz as manchetes dos três diários desportivos.

As eleições no Sporting têm breves chamadas de primeira página quando falta uma semana para os sócios votarem na nova direção do emblema de Alvalade.

Destaque ainda para o triunfo do Vitória de Guimarães sobre o benfica na final da Taça de Portugal em basquetebol.





O Jogo:

O Jogo


- FC Porto: Marítimo 1-1 FC Porto: Salin trava Jackson e os dragões derrapam; petardos e insultos na chegada da equipa à cidade do Porto; «No ano passado a situação era pior», Vítor Pereira.


«Ronaldo e Messi serão a nossa marca», Carlos Severino aposta na ligação às academias Johan Cruyff para salvar o clube; «Ainda não estou recuperado da lesão», Boulahrouz justifica paragem de quase dois meses.
V. Guimarães 0-4 benfica: fórmula quatro: encarnados aceleram e marcam tantos golos como os pontos de vantagem que têm na liderança; Cardozo, Garay, Salvio e Rodrigo foram os marcadores de serviço; «Sou Jesus, não sou bruxo e só prometo trabalho».
Braga: Viana admite sair; segunda proposta de renovação pode não segurar o médio.
Basquetebol: V. Guimarães conquista a Taça.



Record:

Record


- FC Porto: Marítimo 1-1 FC Porto: Jackson atrasa dragão; colombiano volta a falhar penalti; adeptos fazem espera no aeroporto.



- Labyad cresce com Jesualdo; José Couceiro e Carvalho contra Pereira Cristóvão.
- V. Guimarães 0-4 benfica: passadeira vermelha: goleada em Guimarães e empate portista embalam benfica; «Vantagem é boa almofada mas não serve para adormecermos», Jorge Jesus; corrida pelo título: 4 pontos a mais; quem para as águias? 32 jogos sem perder; melhor ataque da Liga: 60 golos.




A Bola:

A Bola


- FC Porto: Marítimo 1-1 FC Porto: Jackson voltou a falhar penalti.


- José Couceiro quer credibilidade; Bruno de Carvalho fala de reforma.
- «Caminho marítimo para o título»:  benfica goleou em Guimarães (0-4) e aproveitou deslize do FC Porto na Madeira; vantagem das águias é de quatro pontos e dragões já não dependem de si próprios; «Temos uma almofada confortável, mas não serve para adormecermos», Jorge Jesus.



Notícias sobre o FC Porto:





Benfica x FC Porto: Raio x ao campeonato por comparação com a época passada

23.ª jornada fechada. Benfica na frente com quatro pontos de vantagem sobre o FC Porto. Vítor Pereira deixou dois pontos no caldeirão dos Barreiros mas falou de um 'Porto' com «estofo de campeão». Horas mais tarde, em Guimarães, Jorge Jesus não prometeu o título, uma vez que não é «bruxo». O zerozero.pt analisou o calendário dos candidatos ao título e fez também um balanço desta liga na frente olhando, pois claro, para o que se verificava na 23.ª jornada da última época.

Benfica melhor? FC Porto pior?

Recuando na fita do futebol, há um ano o FC Porto fechava a 23.ª jornada da Liga portuguesa 2011/2012 no primeiro lugar com 56 pontos, mais um que o rival Benfica que seguia em segundo.

Por estes dias, as águias comandam com 61 pontos. O FC Porto tem 57.

A equipa dos dragões somava 17 vitórias, tal como esta época. Melhor está, pois, o emblema da Luz que soma agora 19 triunfos contra os 17 que tinha há um ano.


Benfica corre para tentar o 33.º títuto de campeão

No capítulo das derrotas, dragões e águias não somam nenhuma no campeonato que decorre. Na última época, e continuando a focar no fecho da 23.ª jornada, os portistas tinham um desaire (Gil Vicente 3x1), ao passo que o Benfica tinha perdido em Guimarães (1x0) e na Luz com o FC Porto (3x2).
Quanto a golos marcados, o campeão FC Porto tinha 53 marcados. Esta época tem, para já, menos um golo conseguido. Melhorou a equipa de Vítor Pereira no aspeto defensivo onde é a melhor defesa da prova com apenas 11 golos sofridos. Na última época tinha 16 encaixados.

Já o Benfica leva agora 60 golos marcados, é o melhor ataque, portanto. Na última temporada as águias somavam 54 golos apontados. Eram, ainda assim, também o melhor ataque da Liga ZON Sagres 2011/2012 na 23.ª jornada.

Podemos ainda analisar os desafios que faltam aos dois candidatos ao título e perceber os resultados que fizeram na última época. É certo que não há jogos iguais mas sempre dá para ter uma ideia.

FC Porto:  jogos que ainda faltam - resultado conseguido na última época contra estes adversários

Académica em Coimbra - vitória na 7.ª jornada (0x3)
SC Braga no Dragão - vitória na 11.ª jornada (3x2)
Moreirense - subiu esta época de divisão
V. Setúbal no Dragão - vitória na 4.ª jornada (3x0)
Nacional na Madeira - vitória na 23.ª jornada (0x2)
Benfica no Dragão -  empate na 6.ª jornada (2x2)
P. Ferreira na Mata Real - empate na 24.ª jornada (1x1)

Benfica:  jogos que ainda faltam - resultado conseguido na última época contra estes adversários

Rio Ave na Luz -  venceu na 13.ª jornada (5x1)
Olhanense no Algarve -  empate na 24.ª jornada (0x0)
Sporting na Luz - vitória na 11.ª jornada (1x0)
Marítimo na Madeira - vitória na 12.ª jornada (0x1)
Estoril - subiu de divisão
FC Porto no Dragão -  empate na 6.ª jornada (2x2)
Moreirense - subiu de divisão

Tudo é apenas um exercício de análise ao que foi jogado e ao que falta jogar. Claro que o futebol não é uma ciência exata mas os números costumam ajudar a perceber o que se fez e o que ainda não foi feito.



Atsu com entorse no tornozelo direito, ganês foi obrigado a deixar o jogo nos minutos iniciais

Christian Atsu sofreu uma entorse nos minutos iniciais do duelo com o Marítimo, o que obrigou à saída do ganês, aos seis minutos, altura em que foi substituído por Silvestre Varela.

Na sequência de um lance individual sobre a esquerda, Atsu contraiu a entorse no tornozelo direito e, segundo a estrutura portista, será reavaliado nos próximos dias para averiguar a gravidade da lesão.

O extremo estava, inclusive, convocado para compromissos da selecção ganesa, mas a confirmar-se  diagnóstico a lesão deve impedi-lo de dar o contributo à equipa ganesa.


Noite quente na Invicta: comitiva do FC Porto recebida com «insultos e petardos»

A comitiva do FC Porto não teve uma chegada fácil à cidade Invicta. Centenas de adeptos portistas esperaram pela equipa no aeroporto Francisco Sá Carneiro e também no Estádio do Dragão. Ouviram-se «insultos e petardos» contra o plantel azul e branco que saiu pela zona de cargas e descargas do aeroporto.

«Os adeptos aproveitaram a passagem do autocarro para gritar os insultos habituais nestas fases menos positivas de qualquer equipa - 'palhaços joguem à bola', por exemplo - e lançar alguns petardos luminosos para a frente do autocarro. Uma tarja de generosas dimensões tinha a inscrição 'Honrem a camisola' destacou-se igualmente», conta o jornal O Jogo.
Os adeptos, sempre vigiados pela polícia, não calaram a sua indignação face aos recentes resultados da equipa: derrota em Málaga e saída da Champions e empate na Madeira com o Marítimo.

A equipa do FC Porto goza hoje um dia de folga. O regresso ao trabalho esta agendado para terça-feira (10h30), no Olival.


VÍtor Pereira: «Não viemos lamber feridas da Champions», FC Porto empata nos Barreiros depois de eliminação na Liga dos Campeões

Vítor Pereira, treinador do F.C. Porto, analisou desta forma, a luta pelo título depois do empate com o Marítimo:

«Não queria muito entrar por questões de arbitragem. Relativamente ao que falta jogar, são 21 pontos, o nosso adversário tem mais três para disputar, acredito que, nestes jogos, são jogos de grande dificuldade porque as equipas lutam por objetivos também e vamos ter de estar fortes já no próximo jogo como estivemos hoje. Fomos personalizados, demonstrámos uma alma enorme, de campeão, não viemos lamber feridas da Liga dos Campeões, viemos, sim, disputar o jogo, para ganhar. Entrámos bem, não marcámos mais golos e é só isso que tenho a lamentar.»

«Não senti a equipa ressacada da derrota em Málaga. Senti uma equipa a dar prova da capacidade que tem, da alma que tem, vi uma alma de campeão, só não fomos felizes. As próprias circunstâncias do jogo não favoreceram.»

«O João [Moutinho] é um jogador importante para nós, mas a equipa hoje, sinceramente, fez o que tinha que fazer para ganhar o jogo. Não ganhámos porque não conseguimos, de facto, fazer mais golos. Hoje, o que fizemos, era mais do que suficiente para levar daqui os três pontos.»

«Claro que uma alteração nos primeiros minutos [Atsu saiu por lesão] é uma alteração, também foi uma contrariedade, mas não nos vamos desculpar. Não vamos estar com pena de nós próprios porque isto é para homens de coragem, isto é para equipas de coragem, e só revalida títulos quem tem coragem, quem tem caráter, quem não passa a vida a lamentar-se. Não tenho nada que lamentar. Estaria aqui bem mais preocupado se hoje não tivéssemos sido a equipa que fomos. Não marcámos mais golos e, por isso, saímos daqui só com um ponto em vez de sairmos com os três.»






Por: Cubillas
Enviar um comentário
>