sexta-feira, 2 de agosto de 2013

Riquezas





Um Roberto por meio Pizzi?
Diz o orelhas à Comissão!
E sem ter a obrigação!
Que nesse esmero se finge…

Só se declara por aperto
Na mentira revelada
O negócio do Roberto
É uma história mal contada!

E nova fortuna desembolsada
Só na metade desse craque
Por seis milhões, o destaque
Numa comunicação forçada!

Ninguém acredita na tese
A não ser a Bola, o Record
E o Correio, também tece
A sua convicção no negócio!

Seis milhões num emprestado
E por seis se vende o pato
Sem destaque, ou aparato
Tudo é normal, d’encarnado!

Se fosse negocio Portista
Logo os pasquins exultariam
Dos Robertos se ririam
Como peça jornalística!

Assim, calam a tese
Desse negócio incrível!
Irrecusável, parece…
No benfica tudo é crível!

Que raio de país este
Se nem perante as evidências
Não sucedem conferências
Pra denunciar esta peste!?

Como ratos, em silêncio
Escamoteiam, fugidios
O comunicado intenso
Que revela esses brios!

Só receberam de volta
Por falta de pagamento
Sem dois milhões dessa quota
Nesse resgate atento!

E contabilizado que foi
Nas contas-de-encantar
O lucro veio demonstrar
Qu’o Roberto ainda dói!

Mas agora que foi vendido
Ao Atlético, seu formador
Por seis milhões, a pedido
Vai-se libertando a dor…

Estamos todos elucidados
Nesses comunicados solenes
Pois, s’até as CMVMs
Se conformam; bem cotados!

Não foi por oito, foi por seis!
A conta é igual ao litro
Pois ainda sobram os anéis
E o orelhas é muita rico!





Por: Joker
Enviar um comentário
>