sexta-feira, 9 de agosto de 2013

Farinha do mesmo saco…



farinha

Já vendemos o Fariña!
Ao kilo ou à graminha?
Não, é encomenda do Dubai!
Uma lavagem, que sai?
É só negócios da china!
Que venda tão pequenina…
E sem participação de fundos!
Sem o Mendes, nos assuntos?

Achas farinha do mesmo saco?
Sim, é branca, como pó talco!
Um negócio todo limpo!
Com aspecto indistinto!
Parece o do Pizzi/Roberto!
Achas lavagem , por certo?
Nãoooo, qu’é isso? O Presidente?
Até prova contrário, é inocente!

Mas, não foi condenado?
Quando, por causa do atrelado?
Sim, no resgate do camião!
Não, foi recuperá-lo por sua mão!
Mas, não era negócio de pneus?
Sim, recheados como seus!
E onde cabe o Fariña?
Bem no meio, s’adivinha…

Ah, é tudo virtudes?!
No Dubai, usam alaúdes !
Para cantar este fado?
E num tom, acentuado!
Já viste, foi pro Banyias!
Sim, é um ver se t’avias!
É um clube de respeito!
Não duvides que dá jeito!
E por lá não há Jesus!?
Só Alá, por lá conduz!

E quem vende por lá, pneus?
Há consórcios, mas sem judeus!
E achas que dá lucro?
No benfica? Até o usufruto!
Não achas que foi grande salto?
D’Argentina ao emirado!?
Só prova que somos gigantes!
E  nada será como dantes!
Tudo dobra, até o Cardoso!
Grande homem, habilidoso!
Pô-lo bem, a confessar!
Um Perdoa-me, sem chorar!

Achas qu’o Fariña volta?
Vai e volta, e sem escolta!
E achas que cheg’o destino?
Pois, se não é clandestino!
Tudo tratado legalmente?
O Fariña? Com o dirigente!
Então a lavagem é boa?
Tão branquinha, que destoa!




Por: Joker




Enviar um comentário
>