quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Segunda Liga: FC Porto 1 - 1 Covilhã (Crónica)


Mais do mesmo e a situação já começa a ter contornos preocupantes (apesar de termos 28 jornadas pela frente).






Ainda não foi desta que o FC Porto "B" venceu no seu campo, empatando a uma bola diante do Covilhã e o golo da formação portista surgiu aos 95 minutos através do médio Mikel, sendo que minutos antes o goleador Fabrício tinha colocado a sua equipa em vantagem no marcador na resposta a uma grande penalidade desperdiçada pelo Sérgio Oliveira.





Neste jogo a nossa equipa "B" pôde contar com o contributo do colombiano Quiño (boa exibição) e do argentino Iturbe, jogando a equipa no seu 4-3-3 habitual (meio-campo em 1+2) e poucos foram os rasgos individuais. Colectivamente há que realçar mais uma vez a quantidade de erros no passe seja na primeira, segunda ou terceira fase de construção de ataque o que veio assim facilitar o jogo defensivo do Covilha, que se apresentou neste desafio no sistema previsto (3-5-2), estando à frente de Jorge Baptista os centrais Edgar, Gaspar e Samuel, fechando sobre as alas Pimenta no lado esquerdo e Dani Matos na direita, cabendo ao também experiente Nené ser o elemento fixo do meio-campo, surgindo como médios interiores o Paulo Grilo e  Gui, jogando Tarcísio próximo do Moreira.

No segundo tempo o FC Porto melhorou de rendimento (pior era complicado...), já apareceu com outro intuito no último terço adversário, mas no geral foi pouco objectivo nas suas acções perante um Covilhã que praticamente se imitou a defender colocando dois blocos médio-baixo, onde só nos últimos 10/15 minutos conseguiu dar um ar da sua graça e por pouco a estratégia montada pelo técnico Filipe Moreira ia dando os seus frutos na totalidade.

Considero o Rui Gomes um bom treinador e ao longo destes anos tem provado a sua qualidade, acabou por ser uma escolha lógica da estrutura para ocupar o comando técnico desta equipa. Contudo já decorreram dez jogos e os sinais de melhoria são poucos, acrescentando ainda ter contabilizado até ao momento oito pontos em 30 possíveis.

Mexer na equipa apenas aos 84 minutos quando nos restantes pouco se estava aproveitar e mandar aquecer o Fábio Martins aos 86 minutos...


ANÁLISES INDIVIDUAIS:

Stefanovic - sem responsabilidades no golo.

David Bruno - exibição regular e no período de maior ascendência do FC Porto no jogo o lateral direito esteve bastante activo.

Anderson - não comprometeu.

Tiago Ferreira - estava a realizar um bom jogo e a não dar qualquer possibilidade seja a Moreira como depois a Fabrício, mas tem responsabilidades no golo do adversário o que de certa forma mancha a sua exibição.

Quiño - um dos melhores em campo! Deu bastante profundidade sobre o lado esquerdo da nossa equipa e criou dificuldades ao Dani Matos, sendo que este carregou o colombiano dentro da área.

Mikel - ao nível que nos tem habituado. Recupera inúmeras bolas e muitas vezes inicia a construção para o ataque. Marcou um golo (excelente cabeceamento!), na primeira parte podia ter feito o gosto ao pé, não fosse Dani Matos evitar praticamente em cima da linha.

Edú - na parte final do encontro baixou de rendimento (esgotado fisicamente), faltando agitar no último terço contrário o jogo a nosso favor. Boas combinações com o David Bruno sobre a direita que causaram perigo.

Sérgio Oliveira - depois de uma primeira parte bastante discreta (impressionante a quantidade de passes desperdiçados), melhorou no segundo tempo. Falhou uma grande penalidade, continua excessivamente faltoso.

Sebá - foi dos primeiros elementos agitar com o jogo, mas tal como grande parte dos seus colegas foi baixando de rendimento. 

Dellatorre - teve pouca bola e nas poucas oportunidades que teve para desfeitiar o guardião contrário não conseguiu finalizar com êxito.

Iturbe - teve bons pormenores, melhorou comparativamente ao último jogo que fez ao serviço da "B", mas mesmo assim continuou abusar um pouco do individualismo (perdeu muitos duelos no 1x1).

Vion - não deu tempo para nada.


FICHA DE JOGO:

FC Porto B-SC Covilhã, 1-1
Segunda Liga, décima jornada
24 de Outubro de 2012
Estádio de Pedroso, Vila Nova de Gaia
Assistência: cerca de 300 espectadores

Árbitro: Luís Ferreira
Assistentes: Alfredo Braga e Tomás Santos

FC PORTO B: Stefanovic, David, Tiago Ferreira, Anderson Santos, Quiño, Mikel, Sérgio Oliveira, Edu, Sebá, Iturbe e Dellatorre.
Substituições: Vion por Sebá (84m).
Não utilizados: Elói, Fábio Martins, Frederic, Pedro Moreira e Tomás.
Treinador: Rui Gomes

SC COVILHÃ: Jorge Batista, Grilo, Gaspar, Samuel, Edgar, Dani Matos, Nené, Tarcísio, Gui, Pimenta e Moreira.
Substituições: Fabrício por Gui (58m), Carlos Manuel por Moreira (73m) e Filipe Fernandes por Nené (84m)
Treinador: Filipe Moreira

Ao intervalo: 0-0
Marcador: Fabrício (87m) e Mikel (95m).
Cartões amarelos: Sebá (21m) e Pimenta (69m).



Por: Dragão Orgulhoso

Enviar um comentário
>