sábado, 27 de outubro de 2012

Segunda Liga: Atlético - FC Porto B (Antevisão)



A margem de erro está a ficar  reduzida ( para alguns atletas ou quem sabe também para o treinador) e como tal é importante começar a vencer independentemente do adversário a ter pela frente, ainda para mais quando a nossa equipa secundária está envolvida num campeonato onde grande parte das equipas se equivalem umas às outras.






Assim é de esperar um encontro equilibrado, onde apesar do Atlético jogar no seu reduto poderíamos dizer que este é um jogo de tripla, não existindo propriamente um favorito, mesmo existindo possibilidade do FC Porto contar com jogadores da equipa principal.






O Atlético começou em "grande" este defeso, indo já no terceiro treinador, depois do Filipe Moreira e de Lázaro Oliveira terem batido com a porta, fizeram regressar o experiente António Pereira, isto naturalmente condiciona qualquer tipo de preparação, onde mesmo a nível de plantel, foram várias as mexidas da equipa da Tapadinha, praticamente viu sair todos os jogadores e que contribuíram e muito para ocuparem diversas jornadas na época passada um dos primeiros lugares da competição.

Os objectivos são modestos e passam mais uma vez pela manutenção, não existem nesta altura condições para mais, já alcançarem a permanência é muito bom, ainda para mais sabendo das dificuldades existentes no clube, não surpreende este arranque discreto (só têm mais um ponto do que o FC Porto).

Atendendo às poucas alternativas existentes de qualidade, não é de esperar muitas mexidas no onze tipo, assim o técnico António Pereira deverá voltar apostar num 4-1-3-2, sendo que numa fase inicial a equipa estava escalada num claro 4-3-3, no entanto exibições e sobretudo resultados menos conseguidos fizeram com que o treinador fizesse alterações no seu esquema, optando por reforçar o miolo e contar o ataque com dois elementos rápidos, neste caso de realçar o regresso do experiente Ailton ao clube, ele que deverá fazer dupla com o endiabrado Hernâni (atenção a este jogador), jogando sobre o meio-campo Hugo Pina como médio defensivo (começou a sua carreira como ponta de lança mas com o passar dos anos foi baixando no terreno), interiores com Vasco Varão e Marco Bicho, existindo a dúvida do regresso ou não à titularidade de Quinaz (caso a escolha recaia em Taira este juntar-se-a a Pina) ele que é um jogador dotado em termos técnicos, mas que lhe falta ser mais regular nas suas intervenções.

Defensivamente não há muito a mexer, Filipe Leão será o guardião, contando com um quarteto defensivo formado por Luís Dias, Paulo Renato, Hugo Carreira e Tininho (Rolão e Vítor Moreno são sempre alternativas credíveis). Rapidamente é fácil verificar que é na defesa o sector onde reside maior experiência!

Uma vitória do FC Porto permite ultrapassar o Atlético na tabela classificativa e acima de tudo contribuirá para dar estabilidade emocional, logo mais do que uma grande perfomance individual/colectiva, o fundamental é mesmo alcançar os três pontos.


Lista de convocados: 

Abdoulaye, David, Diogo Mateus, Dellatorre, Edu, Elói, Fábio Martins, Frederic, Mikel, Pedro Moreira, Quiñones, Sebá, Sérgio Oliveira, Stefanovic, Tozé, Tiago Ferreira, Vion e Zé António.


Por: Dragão Orgulhoso
Enviar um comentário
>