segunda-feira, 8 de outubro de 2012

O Tarzan vai nu?! Por Joker!




Em dia de Assembleia Geral, para as contas aprovar
Foi a equipa do orelhas, com as mesmas no vermelho
Que espantoso dealbar!! Um estrondoso estripitar!!!
Um petardo de centelha, em aceso aviso ao Conselho!

Ainda que vençam a rodos, as contas estão a esganar
Quinhentos milhões em trocos, no buraco a enxertar!
Não se fazem campeões se nos investimentos se cortar
Há que projectar sensações, para a grandeza tumular!

Como naquele semblante, da jogatana contra o Barça
Em que "o maior do mundo", mostrou toda a real crença
Jogando "com os olhos" em grande, mostrando grande raça
Uma vitória, no fundo, daquelas à do amigo Benquerença!

Um campeão de três estrelas, vence qualquer competição!
Que o diga o nosso Tarzan, como direito consanguinário
O benfica é uma aguarela, pinta o mundo com profusão!
De rubro "élan"! Urrando às cegas, o selvagem arbitrário!

Nisso se assusta o leão, que na savana, se esconde envergonhado
Ouve a gritaria, do outro lado, e julga-se a caça do encarnado!
Não é nada disso, ó jovem felino, quem se caça é o caçado!
Que enchia o peito, em desatino, para enfrentar o Barça-pardo!

E na corda bamba, o Tarzan, que de caçador-nato, virou a presa
Acha-se, ainda assim, um conquistador, no seu buraco endividado
Claro que está, a Gurosan, pelos festejos daquela magna empresa
Bêbado, enfim, um agitador, qu'empurra o fim pra debaixo do estrado!

E o jovem leão que se faz velho, mortificado que está pela gritaria
Não se dá conta que aqueles selvagens, só sabem abanar as árvores
E por esse vão, temem os vermelhos, que os têm como sua alforria
Façam com'o Dragão, e em coragem, metam-nos no buraco do seu enclave!

Gente como esta, que se tem em pompa e se toma pela real dinastia
Merece comer o pó, da sua aleivosia, no engodo da sua grandeza
Metam-nos na fresta, numa festa de arromba, proclamando a amnistia
Ficam no topo, da sua nostalgia, evidenciado a torpe da sua magreza!

Um rei que vai nu, visto pelo povo, mas ovacionado pelo seu séquito
Acha que uma dívida, por maior que seja, é amortizável no longo prazo
Visto que uma cruz, por maior desafogo, nunca passa por termo gratuito
lavram, divertidas, cantam em pardaleja: o benfica é o clube d'o Estado!



Por: Joker
Enviar um comentário
>