quarta-feira, 6 de novembro de 2013

Revista de Imprensa - 06 de Novembro 2013

" Roberto "vinga-se" nas primeiras páginas"


 A derrota do Benfica frente ao Olympiakos na Liga dos Campeões com uma impressionante atuação do guarda-redes Roberto domina as primeiras páginas dos desportivos.



O Jogo:

O Jogo


- FC Porto: "17H, Zenit-FC Porto: “Temos armas para vencer”: Paulo Fonseca acredita que haverá muito por decidir depois do jogo de hoje. Dimitry, o dragão russo: Adepto segue os portistas desde 2004 e estará hoje na bancada."


- "Pereirinha pede paciência para Carrillo"
- "Roberto ri por último. Olympiacos 1-0 Benfica"



Record:

Record


- FC Porto: "Zenit-FC Porto, 17h:. Witsel despenalizado defronta portistas"


- "Wilson Eduardo recupera lugar"
- "À prova de bala: Roberto resistiu ao tiroteio"
- "P. Ferreira: Nunca é tarde. Calisto em estreia europeia após 34 anos de carreira."



A Bola:

A Bola


- FC Porto: "Zenit-FC Porto, 17h: “Será difícil mas estamos à altura da exigência”, Paulo Fonseca sabe que só a vitória interessa em S. Petersburgo."


- "Leonardo quer três reforços."
- "A vingança de Roberto: Olympiacos 1- Benfica"



Notícias sobre o FC Porto:


Pinto da Costa: «Quando fizer 100 anos retiro-me», Presidente adia o fim da liderança

Em entrevista à agência Efe, Pinto da Costa referiu-se aos seus 31 anos na presidência do FC Porto e com a ironia que lhe é conhecida perspetivou o fim da sua liderança: “Penso num limite, não por números de mandatos, mas por idade. Quando fizer 100 anos retiro-me.”

Posto isto, o presidente, de 75 anos, falou ainda com entusiasmo do novo museu do clube e foi mais sério ao garantir que não recebeu propostas por Mangala, Otamendi e Jackson Martínez.


Branco projeta Zenit: «Gostaria de ter pela frente o Hulk, ele é que não gostaria de me defrontar»

Branco jogou apenas três temporadas no FC Porto, entre 1988 e 1991 mas deixou marca, sendo considerado por grande parte do universo azul e branco um dos melhores laterais-esquerdos a envergar a camisola dos dragões.

Numa entrevista concedida ao jornal Record, o antigo jogador, hoje com 49 anos, projeta o desafio desta quarta-feira entre o FC Porto e o Zenit, considerando Hulk o maior perigo dos russos.

«É a principal referência mas não joga sozinho. Tem muita velocidade e uma condição física muito boa. Não foi ele que marcou o golo no Dragão só que o seu passe foi mais de meio golo», elogiou o atual treinador do Guarani.

Branco foi lateral-esquerdo e assume que gostaria de defrontar o Incrível. Ele é que não gostaria de o ter pela frente, garante o defesa.

«É verdade que defrontei jogadores de muita qualidade. Um deles até muito parecido com o Hulk, pela sua capacidade de remate e grande técnica. Era aquele inglês que passou pelo Marseille...o Chris Waddle. Não tinha era tanta velocidade. Eu gostaria de ter pela frente o Hulk, ele é que não gostaria de me defrontar», afirmou, entre risos, comparando, também, a sua capacidade de remate com a do ex-dianteiro do FC Porto.
«O Hulk remata com força porque tem uma capacidade física acima da média, mas acho que poderia melhorar a marcação de livres. Um jogador tem esse dom e precisa de o aprimorar para ter bons resultados. Tem de trabalhar muito. Não se compra no supermercado. É necessário treinar e potenciar os talentos que possuímos. Lembro-me de que dei algumas vitórias ao FC Porto e à seleção brasileira com os meus livres. Era a consequência de muitas horas dedicadas ao treino», recordou o antigo defesa, deixando, depois, elogios aos laterais brasileiros do FC Porto, Danilo e Alex Sandro.

«São dois laterais de muita qualidade. Aceito todas as escolhas do selecionador. Só não posso admitir que faça adaptações quando tem jogadores e raiz para a posição. Recordo-me de que houve uma convocatória em que adaptou um miúdo do Fluminense a lateral-direito quando tinha, por exemplo, o Danilo disponível. Houve um momento em que até promoveu o Maicon, quando este era suplente do Manchester City. Acho que com o tempo chegará a oportunidade para ambos na seleção, até porque já lá estiveram com o Mano Menezes», perspetivou.

«Espero que o FC Porto vença»

Instado a projetar o confronto desta quarta-feira, Branco deixa o desejo de um triunfo para os azuis e brancos.

«Espero, sinceramente, que o FC Porto vença. Foi muito surpreendente a derrota que sofreu no Dragão, não estava mesmo a contar, mas conforme o FC Porto perdeu em casa, também tem condições para vencer fora. Tanto os jogos da Champions como os da Liga Europa são atípicos. Não há favoritos. O FC Porto já deu prova de que tem qualidade para ganhar em qualquer estádio. (…) Tem uma história na Champions e é esse estatuto que terá de impor em campo. O prestígio, só por si, não chega para ganhar, mas a experiência de alguns jogadores poderá fazer a diferença».

Recordações do FC Porto

O nome de Branco é consensual entre os adeptos dos azuis brancos. Tanto que foi eleito para a lateral-esquerda do melhor 11 da história azul e branca. Um orgulho, assume o antigo defesa.

«Não imaginam o que significa para um jogador sair do Brasil ser considerado um dos melhores jogadores da história de um dos melhores clubes do Mundo. O Deco ainda há pouco esteve aí e tirou uma foto ao lado da minha estátua. Quando chegou cá mostrou-ma logo. Já decidi que vou visitar o museu. Falei com o presidente Pinto da Costa, pelo telefone, e ele convidou-me. Irei com todo o gosto ver essa obra maravilhosa», afiançou, assumindo que possui «excelentes recordações» da sua passagem pelo FC Porto que sempre considerou a sua «segunda casa».


«Vivi lá um período tão bom que até do  balneário marcava golos... as coisas corriam-me de uma forma incrível. Quando soube que estava representado no museu do clube nem queria acreditar», exclamou.


Uma roleta russa à medida de Defour, experiência será determinante para o equilíbrio

Paulo Fonseca tem menos uma dúvida ao decidir a constituição da sua equipa para o jogo de hoje com o Zenit: Defour recupera a titularidade na Liga dos Campeões – o tal palco com larga visibilidade, que é ótimo para a projeção de qualquer bom futebolista –, em substituição de Herrera, que, como se sabe, está castigado, por força da sua expulsão no jogo com os russos no Dragão.
s sério ao garantir que não recebeu propostas por Mangala, Otamendi e Jackson Martínez.



UEFA reduz castigo de Witsel e belga pode defrontar FC Porto

O Comité de Apelo da UEFA deu "luz verde" ao recurso do Zenit e reduziu o castigo de Witsel de dois para um jogo de suspensão. Deste modo, o belga poderá defrontar o FC Porto, esta quarta-feira, em partida do Grupo G da Liga dos Campeões.

Expulso no encontro com o Austria Wien, Witsel não alinhou no duelo do Dragão mas pode agora, se Luciano Spalletti entender, ir a jogo.
nto dos russos coube a Rebenko, aos 30 minutos.



Champions Sub-19: FC Porto derrota Zenit (1x2)

A equipa de Sub-19 do FC Porto venceu os russos do Zenit, esta manhã, por duas bolas a uma, em partida do Grupo G da Youth League.

A equipa dos dragões chegou ao intervalo a perder mas, no segundo tempo, os portistas deram a volta ao resultado.

No Estádio Small Sport Arena Petrovsky, os golos da equipa portuguesa foram apontados por Luís Rafael (47') e André Silva (64'). O tento dos russos coube a Rebenko, aos 30 minutos.





Por: Cubillas

Enviar um comentário
>