segunda-feira, 11 de novembro de 2013

A Festa Da Taça

Estád(i)o Novo!


Dizem que somos corruptos
Que só ganhamos assim
Com pós de per-lim-pim-pim
E no uso d’outros frutos

E mesmo depois desse ano
Em que tudo perderam
Nesse fim, feneceram…
Não descerram o pano!

Continuam a grasnar
A gritar nesses silvos
Queriam mais Lucílios!
Pr’a volver a ganhar!

E ainda assim c’o Duarte
Também a levam boa
No dérbi de Lisboa
Penalti? Disparate!…

Mas os corruptores
Levam-na limpinho
No campo afonsino
Sem réstia de favores…

Mais uma festa da Taça
Em que o leão fez de pajem
Veio só de passagem
Pr’a mostrar a sua graça…

Diz-se de Portugal
Essa final em Oeiras
O estádio dessas fruteiras
E a selecção nacional?

Não… Aí é do da Luz!
Em Lisboa, esse palco
Um estádio muito alto
Que melhor cartel reproduz!

Ah, aquele só serve a Taça
Como sendo nacional
No coração da capital!
Pr’a essa final que lá passa!

E na arquitectura do Estado
O novo, há muito gasto
Continua a servir de pasto
Aguardando o jogo dado!

É a festa da Taça!
C’os esses bombos-da-festa
O tomba-gigantes que resta
E o leão que não caça…

E nós, lá vencemos o vencedor
Mesmo contr’o Jorge Sousa
Qu’ao benfica não ousa
Expulsar-lhe um jogador!

Por isso somos corruptos
Ganhamos com menos um
Nesse favor tão comum…
S’ao menos fôssemos Condutos!

Aí poderíamos provar
No tribunal colectivo
Esse favor selectivo
Nessa imparcialidade d’estar!

É a festa do povo!
E o benfica lá ganhou
E o Cardoso marcou!
É quase um jogador novo!

Qu’alegria que sinto
Ao ver os jornais deste dia
Um hino à alegria!
A esse jogo d’Olimpo!

Os Deuses voltaram à terra!
O Jesus já invade outras áreas
Já manda bojardas hilárias
O outro ciclo s’enterra!

E o Bruno do Carvalho?
Esse homem do banco
Pr’a quem ganhar vale tanto
Não se queixou do retalho?

O orelhas é um bom conviva
Recebe bem, a preceito
Lev’os leões sem despeito…
Em traços de comitiva!

Por isso cham’ó Duarte
Pr’a apitar com cuidado
O leão é seu convidado…
Ele que faça a sua parte!

E neste hino ao futebol
Em mais uma eliminatória
Outra saudosa memória
Me traz à listagem do rol

Qu’o benfica perdeu c’o Vitória
Nessa final tão traumática
Em qu’a agressão emblemática
Nesse “perdoa-me” fez história!



Por: Joker
Enviar um comentário
>