sábado, 23 de novembro de 2013

Liga portuguesa, 10ª J.;FC Porto - Nacional (Antevisão)









Depois de mais uma paragem nos campeonatos profissionais, a Liga Zon Sagres está de regresso neste fim de semana! O líder FC Porto recebe neste sábado o Nacional, formação que nesta altura ocupa a quinta posição, contabilizando 14 pontos, tendo como principal objectivo para a temporada, um lugar que possa dar acesso a uma presença nas competições europeias.








No último jogo realizado pelo Nacional, a equipa madeirense cedeu um empate no seu reduto perante o Olhanense a zero golos. O médio egípcio Aly Ghazal será baixa confirmada, em virtude da sua expulsão nesse encontro, ele que tem desempenhado a posição "6" da equipa, se destacando acima de tudo pelo equilíbrio que confere à equipa nos dois momentos de organização. Existem dúvidas em redor do substituto, sendo que o brasileiro Claudemir será certamente uma forte possibilidade, baixando então de uma posição mais interior para médio defensivo, juntando ao jovem Jota, o Rafa...completando desta feita o trio de meio-campo, já que turma orientada pelo prof. Manuel Machado dá privilégio a um sistema táctico, onde é composto por três jogadores sobre a zona intermédia.

Entre os postes, o brasileiro Gottardi está de pedra e cal. Guardião bem constituído a nível físico, revela segurança dentro, bem como fora dos postes, sendo para nós, um dos melhores guarda-redes deste campeonato. No quarteto defensivo, o único lugar que tem sofrido rotatividade, tem sido no lado direito da defesa, no entanto, o moçambicano Zainadine ganhou o lugar ao polivalente João Aurélio e dificilmente sairá do onze inicial nesta fase.

Quanto ao trio formado pelo Miguel Rodrigues, Mexer e Marçal, terão os seus lugares em segurança. Destacar neste sector defensivo, o lateral Marçal, um jogador que chegou ao clube em 2012 oriundo do Torreense, e desde então tem sido indiscutível na esquerda - não dando qualquer possibilidades de entrada na equipa do reforço Sequeira - numa posição diria "histórica" por parte do Nacional, uma vez que já deu a conhecer ao futebol português excelentes jogadores.

Também há que realçar o central Miguel Rodrigues! Apresenta bom sentido posicional, boa leitura de desarme e antecipação...características que fazem valer a pena estar de olho. Atendendo ao que vem rendendo semana após semana, dificilmente ficará por muito tempo na Choupana.

No sector ofensivo, poderão existir algumas mexidas. No jogo contra o Olhanense, Rondon e Candeias foram os eleitos para alas, jogando mais adiantado o Djaniny. O angolano Mateus está totalmente recuperado dos problemas físicos e atendendo aos poucos golos da equipa, será sempre um jogador a ser considerado pelo seu técnico. Neste caso: não seria de estranhar, caso o treinador prescinda de Djaniny e apostar num trio de velocistas para a frente de ataque.

Nos tricampeões nacionais, registar o regresso à competição por parte do colombiano Quintero, num jogo, onde acima de tudo são exigidos três pontos, de forma a continuar na liderança isolada da Liga. O castigado Mangala não joga, entrando o Maicon para o onze, tendo como parceria, o argentino Otamendi.


Por: Dragão Orgulhoso
Enviar um comentário
>