quarta-feira, 20 de novembro de 2013

Redondilha Dos 30 Dias

O que conta é a intenção!


Foram aos trinta dias!
Nesse castigo inaudito
Então o que mais querias
Senão o Jesus interdito?
Quatro jogos sem o banco
Mas a tempo desse clássico
O futebol tem o pendor mágico
Quando o resultado é o espanto!?

Só bateu naquele polícia!
Ah, afinal já não bateu…
Da intenção foi feit’a perícia
Só quis defender o que é seu!
Aquele adepto invasor
Que detido tinha sido
Pelo dever mais sentido
Desse polícia agressor!!?

Ele só queria ajudar
E nisso investiu na autoridade!
Mas foi só para se apoiar
Numa manobra de liberdade!
Pois o rapaz estava preso
E sem culpa formada!
Só tinha invadido, mais nada!
Porque não sair ileso?

E como não tem antecedentes
Vale a suspensão sumária
Trinta dias são suficientes!…
Pr’a esta justiça arbitrária!
Se fosse no túnel da luz
Aí teria agravantes!
A Justiça a isso conduz…
Seis meses, por atacar “vigilantes”!

Percebem a maior diferença
Entre figuras d’autoridade?
Ao Steward vale como sentença
Ao Agente, como mera probabilidade!
E s’a palavra do Agente
Faz prova maior  em juízo…
Com o benfica é diferente
Se lhe causar prejuízo!

Por isso vamos lá arrumar
A viola dentro do saco
O pastilhas vai mascar
Tod’a cena de pugilato
E não há nada que se possa
Para contrariar o poder
Manda quem tem mais força
Obedece quem te que obedecer!

E se levou com os trinta
É porque a coisa foi vergonhosa
Tod’a gente viu a sua pinta
Naquela transmissão culposa!
Senão a coisa era “à túnel”
Valia a palavra da impunidade
Um “João” pr’a contar a verdade
Que de Major passou a Coronel!





Por: Joker
Enviar um comentário
>