sábado, 8 de dezembro de 2012

FC Porto 10 - 2 HC Braga - Vitória da qualidade








No primeiro jogo da maratona portista deste sábado e na ressaca do jogo em Torres Vedras contra a Física entrámos determinados a ganhar vantagem o mais cedo possível com muitos remates e ataques curtos e com uma pressão quase na totalidade do ringue. O HC Braga é uma das equipas mais frágeis deste campeonato e cientes disso apostaram numa defesa fechada e em contra-ataques rápidos, muitas vezes apenas com 1 ou 2 jogadores.



Logo ao 3º minuto de jogo Reinaldo Ventura garantiu-nos a vantagem no marcador numa jogada em que aproveitou o espaço aberto por Barreiros para finalizar com classe. Mesmo com a vantagem assegurada desde muito cedo nada mudou no jogo. O FC Porto atacava muito e o HC Braga mantinha a sua defesa atrás e tentando sair em velocidade. Era uma questão de continuar a rematar o que nem sempre fizemos com acerto nesta fase e quando o fazíamos o hoje guarda-redes titular dos visitantes Filipe Miranda exibiu-se a bom nível . O 2º golo surgiu apenas a 9 minutos do intervalo numa jogada característica da nossa equipa, com Barreiros a desviar em frente à baliza após um passe interior.

Após o 3 - 1 que se registava ao intervalo, assistimos a uma melhor exibição da nossa equipa. Com mais espaço para jogar nesta altura, a nossa maior qualidade técnica foi construindo um resultado cada vez mais desnivelado e alguns golos foram de excelente execução. Marcamos 10, como podíamos ter marcado mais, tal a superioridade. Destaque para a estreia do nosso guarda-redes Pedro Costa, ainda com idade de júnior, que foi bastante acarinhado pelo público presente. 

Num jogo destes a arbitragem nunca poderia ter influência mas fica na memória a fraca arbitragem do nosso infelizmente conhecido, Paulo Rainha. O árbitro Rego Lamela fez um bom jogo, descomplicando o desacerto do seu colega.

Foi um jogo tranquilo em que o objectivo principal foi conseguido por larga margem. Segue-se para a semana nova batalha no terreno dos Tigres, caso o jogo se realize. Esta equipa anunciou que ia falhar a deslocação ao terreno do Candelária, estando por isso neste momento suspenso de toda a actividade e em risco de ser excluído caso não consiga regularizar as dividas.


Equipa e marcadores:

Treinador: Tó Neves

Titulares: Edo Bosch (gr), Pedro Moreira (1), Reinaldo Ventura (2), Ricardo Barreiros (2) e Jorge Silva (3). 

Jogaram ainda: Pedro Costa (gr), Tiago Santos, Vítor Hugo (2) e Hélder Nunes.




Por: Paulinho Santos

Enviar um comentário
>