domingo, 5 de outubro de 2014

Primeira Liga; FC Porto vs SC Braga: Impor Respeito! (Antevisão)

#FCPorto #SCBraga #Primeira Liga


Basta os empates! A ordem a partir de agora será vencer independentemente dos adversários a ter pela frente e só assim o FC Porto poderá acalentar esperanças no tão ambicionado “resgaste”. Lógico que isto está longe de estar decidido e convém não esquecer que temos 81 pontos em disputa, como tal, a equipa continua a depender exclusivamente dos seus resultados para alcançar o primeiro lugar no final da temporada.

Após empate em Alvalade, segue-se mais um jogo com grau de dificuldade considerável, com o FC Porto a receber neste domingo o Sp. Braga em jogo respeitante à sétima jornada da Liga. 

Tradicionalmente a formação bracarense costuma criar dificuldades aos dragões, no entanto, desde a temporada 2008/2009 não pontua no Dragão e realçar que quando empatou nessa época, o FC Porto matematicamente já tinha assegurado mais um título de campeão nacional – o Sp. Braga era orientado por Jorge Jesus.

Em termos classificativos, ambas as equipas estão nesta altura separadas apenas por um ponto. Ao fim de seis jogos disputados, o Sp. Braga contém 11 pontos, contabilizando um saldo de três vitórias, dois empates e uma derrota. 
Os pontos perdidos sucederam precisamente na condição de visitante, empatando nas deslocações a Moreira de Cónegos e Choupana, saindo derrotados na visita a Arouca. Atendendo a essas oscilações de resultados, o técnico Sérgio Conceição – uma das novidades para esta temporada – procedeu a algumas alterações no jogo com o Rio Ave (triunfo por três bolas a zero) a começar na baliza, com o brasileiro Matheus a estar entre os postes, ele que devido a problemas burocráticos relacionados com a sua inscrição não pôde ser opção nas primeiras jornadas, aproveitando o russo Kritciuk para assumir a titularidade, perdendo o posto após o encontro com o Nacional.

No quarteto defensivo, o brasileiro Aderlan Santos deverá regressar à titularidade após lesão, entrando para o lugar do francês Sasso, mantendo-se André Pinto no centro da defesa, ele que durante a pré-época chegou a ser ver fortemente equacionada a sua dispensa. Nos corredores laterais, Baiano e Djavan serão os eleitos, ambos que possuem características algo semelhantes, isto é, são dois jogadores que gostam de progredir pelo terreno, revelando algumas dificuldades no processo defensivo, precisando ser  devidamente apoiados nesse momento, para garantirem igualmente competência.

O meio-campo deverá ser composto pelo Danilo (atenção a este jogador), Pedro Tiba e Rúben Micael. Numa fase de organização defensiva será normal vermos o baixar de Tiba juntando ao jovem médio brasileiro, contudo, no momento de construção ofensiva, o ex-Vitória de Setúbal irá servir como médio de transição, conduzindo a bola até zonas mais adiantadas, juntando-se de forma clara ao médio ofensivo (Rúben Micael) para desta feita tentar criar o maior número de desequilíbrios no seu meio-campo ofensivo e o normal será nos últimos 25/30 metros apresentarem seis/sete elementos, funcionando claro está como equilíbrio o Danilo.

No sector ofensivo, Sérgio Conceição tem implementado alguma rotatividade e dada a boa resposta no último encontro, é de prever que mantenha o mesmo trio, ou seja, Pardo e Rafa nas alas e como elemento mais adiantado o cabo-verdiano Zé Luís, ele que tal como o central André Pinto “fintou” a dispensa durante a pré-temporada.


Nos dragões, garantidamente teremos Jackson de início, sendo a incógnita se o técnico Julen Lopetegui irá manter o central Iván Marcano na posição “6”, ou então, imperando a rotatividade que tanto gosta de efectuar, fazer regressar o jovem Rúben Neves à equipa inicial, já que o outro 6 à sua disposição não foi convocado como podemos comprovar na lista de convocados que dispomos em baixo:

Lista de Convocados: 

Fabiano e Andrés Fernández (g.r.); Danilo, Martins Indi, Maicon, Marcano, Quaresma, Brahimi, Jackson Martínez, Quintero, Tello, Evandro, Herrera, Adrián López, Alex Sandro, Óliver Torres, Rúben Neves e Aboubakar.

Como tal pensamos que jogará um 11 parecido o seguinte:


Não esquecer que após o jogo teremos como de costume a crónica do Walter Casagrande.


Por: Dragão Orgulhoso
Enviar um comentário
>