sexta-feira, 24 de outubro de 2014

A Jornada das Modalidades

BASQUETEBOL


Neste fim-de-semana arranca mais um campeonato da Proliga, que conta com a participação do FC Porto Dragon Force, que defende assim o título alcançado na temporada passada numa final emocionante diante do Illiabum.

Para esta época, os dragões contam com dois reforços, ambos fortíssimos no jogo interior, como são os casos do António Monteiro e João Fernandes, que assim juntam-se ao João Torrie e Miguel Queiroz para as posições “4” e “5”. Do cinco base todos eles se mantiveram e como tal, atendendo à qualidade existente no plantel e observando as opções existentes nas restantes equipas que estão presentes nesta Proliga, a formação liderada pelo espanhol Moncho López surge como principal candidato ao título.

O primeiro adversário para a Dragon Force no campeonato será os açorianos do Terceira Basket, equipa que manteve praticamente todos os jogadores, reforçando-se apenas com o extremo Ricardo Mendes (ex-Angrabasket). Destacar no conjunto açoriano o americano Matthew Divine, atleta que vem de uma excelente temporada no Terceira e assume-se como principal figura e será claramente o jogador a requerer maiores cuidados, fruto da sua capacidade técnica e poderio na luta nas tabelas.

Atendendo aos recursos existentes numa e noutra equipa, a Dragon Force assume-se como principal favorita à conquista da vitória.


HÓQUEI EM PATINS



Depois de ter passado com distinção o “exame Oliveirense”, segue-se novo desafio extremamente exigente para o FC Porto, onde os comandados de Tó Neves defrontam em Mafra a equipa do Sporting, formação que esta temporada investiu de forma considerável no seu plantel, tendo desta vez como principal objectivo atingir um dos primeiros lugares do campeonato, contrariando a tendência passada, onde numa primeira instância tinham como objectivo de época a manutenção no escalão máximo nesta modalidade.

O Sporting está nesta altura a três pontos do FC Porto, somando dois triunfos e um desaire – ocorrido na ronda inaugural no Pavilhão da Luz – levando a melhor sobre o Valongo e mais recentemente “Os Tigres”.


Este renovado Sporting surge com ambições, reforçando-se com qualidade, começando na baliza onde o internacional português André Girão surge como uma das principais aquisições da temporada, ele que é considerado um dos melhores guarda-redes do mundo. A nível de reforços também destacar os ingressos de: Carlitos, Daniel Oliveira (irmão de Caio), João Pinto, Nicolas Fernandez e Tiago Santos (ex-FC Porto).

Além dessas aquisições de valor, a turma leonina manteve os principais activos da época anterior, sendo que o capitão Ricardo Figueira – esteve diversos anos ligado ao FC Porto – assume-se igualmente como mais-valia tanto nos momentos defensivos como ofensivos. É expectável termos um Sporting organizado, dando o assumir de jogo aos dragões, procurando depois em situações de contra-ataque/ataque rápido criar desequilíbrios, contando no plantel com jogadores competentes nessa vertente, sem esquecer os lances de bola parada, hoje em dia fulcrais na decisão de uma partida que esteja equilibrada.

Exceptuando a questão Edo Bosch, o FC Porto apresenta-se para este jogo como não podia deixar de ser na máxima força, isto quando atravessa um bom momento competitivo, tanto em termos de resultados, como em exibições propriamente ditas.


Por: Dragão Orgulhoso
Enviar um comentário
>