quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

Sozinho em casa!



Depois desta época especial
Do milagre do nascimento
Apronta-se outro momento
Na Liga do Pai Natal!
 
Uma disputa em clássico
Joga-se pr’a essa taça
Qu’a este período dá graça
A esta Liga do Jurássico!
 
Que é coisa nunca vista
A não ser noutras eras
Ond’as verdes quimeras
Tinham propósitos de conquista!
 
E hoje com’uma prenda
Oferecida por Santa Claus
Têm-se os gatos por maus
E em leões por encomenda!
 
E vão afinando o rugir
Pra vencer esta taça!
Querem do Porto, a caça
Par’o ano que há-de vir!
 
Pois festejaram à grande
Não o primeiro, o terceiro!
O lugar mais corriqueiro 
Para o seu final de ano!
 
E por isso pedem vingança
Sobr’o jogo do Dragão
Levaram três de ração
Pr’a adornar a sua pança!
 
E o Manha ainda exulta
Por essa cruzada leonina
No Rascord por lá afirma
Qu’o Bruno ainda está na luta!
 
Ho!Ho!Ho!Ho! Ri o Santo
Por essas cartas de desejo
Do Manha, este festejo
É uma prenda e tanto!?
 
Que luta contr’os rufiões
Mas está sozinho em casa!
O que nesse filme se passa
É um “remake” dos leões!!
 
E fala desses que vivem
Na sombra dos seus sucessos
Como se fossem travessos, e
Não merendo que singrem!
 
E apoia o menino Carvalho
Como s’este fosse o Kevin!
Pois o menino Kelvin…
É um tremendo pirralho!
 
Que lh’arrebatou o pio
No tempo de descontos
Deixand’o Manha, sem contos…
Que não nos contasse, em fastio!
 
Por isso é reviver
Este filme todos os anos
O Manha contr’os “sopranos”

No seu filme d’entreter!




Por: Joker
Enviar um comentário
>