domingo, 22 de dezembro de 2013

Já nasceu o “Salvador”?



Mais um Natal com Jesus…
Não é ele o salvador?
Que outro santo melhor
Para o nosso altar da luz?

Mais uma missa do galo
Rezada na consoada…
E títulos d’empreitada?
Túneis…Sabem do que falo?

Um milagre renovado
Em cada época natalícia
Pois qu’aí cheg’a notícia:
4 milhões, e de saldo!

Um santo milagreiro
Faz da água, o vinho
Sem ajuda do Vilarinho!
E multiplica o dinheiro!

É Natal sobre esta terra
Que campeonatos não vê
Mas é uma crença que se lê
Nesses “escritos” do Guerra!

E o menino vai nascer
Pr’a salvar a humanidade
Que na sua bestialidade
O vai ver de novo, perder…

Um ciclo que não acaba
Entre morte e nascimento
Sem qu’aprendamos qu’o tempo
É um dado que não s’apaga!

E por mal qu’o afloremos
Vemos crescer o passivo!
Sem que o futuro activo
Se multiplique, ao menos!

Pois a fé vai aumentando
Na difusão da mensagem
Que na TV, a percentagem
Já suplantou um outro tanto!

40 milhões ao ano!
Diz o Administrador-Delegado!
Isto nem ao Diabo
O lembraria, sacro-santo!?

Uma fé que não tem fim
Mesma na Liga dos Campeões
Jogada em casa dos lampiões!?
Era a promessa, enfim…

Não para ser ganha
Só pr’a jogar a final!
Celebrando este Natal
C’o os postais do Manha!

Pois a fé não se discute
É coisa do coração
E sabemos qu’a do lampião
É a estrela do azimute!

Qu’a anuncia o nosso Senhor
O nosso menino Jesus
Que na manjedoura, reluz
Da humanidade, o melhor!

Por isso é tão bem pago
Só para vir a jogo perder
E à humanidade benzer
No seu cíclico presságio…

* O autor respeita todas as convicções religiosas, nomeadamente a cristã e a sua festa natalícia, sendo que brinca com o nome Jesus, por razões meramente “futeboleiras”. Obrigado!

O "Natal" é quando o Manha quer!



Por: Joker
Enviar um comentário
>