domingo, 13 de janeiro de 2013

sl benfica - FC Porto (Antevisão)





Jogo grande no Estádio da Luz, opondo frente a frente as duas principais equipas portuguesas da actualidade. Será claramente um jogo de tripla, apesar do Benfica estar num grande momento e permanecer invicto no seu terreno o FC Porto por norma costuma dar-se bem quando visita este estádio, vencendo nas duas últimas deslocações para a Liga, inclusive sagrando-se campeão na época 2010/2011 sobe o comando técnico de André Villas-Boas.



O Benfica lidera até ao momento o campeonato, somando mais um encontro em relação ao FC Porto (joga dia 23, o jogo em atraso no Bonfim), contabilizando 35 pontos, contando então com 11 vitórias e dois empates, possuindo o melhor ataque da prova (35 golos),é a segunda melhor defesa, apenas ultrapassada nessa vertente pelo FC Porto, que parte este jogo tendo como principal baixa, o colombiano James Rodríguez, que saiu lesionado no jogo em casa frente ao Nacional da Madeira, enfrentando agora algum tempo de paragem, abrindo assim possibilidade a uma novidade no onze base lançado por Vítor Pereira, tendo como principal candidato o belga Defour que poderá ocupar uma posição mais adiantada no terreno mantendo os habituais Varela e Jackson Martínez na frente de ataque. 

Outra das possibilidades que poderão existir será a entrada de Maicon no onze, podendo desta feita ser adaptado ao lado direita da defesa, ou num cenário mais credível colocar-se no centro da defesa ao lado de Otamendi e assim o Mangala ocuparia a posição de lateral esquerdo, passando Alex Sandro para extremo, ele que se encontra em grande forma. Perante estas três possibilidades o mais provável, será mesmo, a entrada de Defour para a ala, dando assim maior posse, perdendo capacidade de explosão sobre o flanco. 

Esta semana foi confirmado um cenário aguardado algum tempo, isto é, a aquisição por parte do FC Porto do russo Izmaylov. Apesar de ter chegado recentemente ao clube e dadas as lacunas existentes no plantel não seria surpreendente caso fosse chamado pelo treinador para este jogo e até registar alguns minutos. 

Será um jogo extremamente complicado, o tipo de jogo do Benfica, dispensa qualquer apresentação, com o técnico Jorge Jesus a fazer uso de um jogo bem lateralizado, dando ênfase a uma intensidade forte colocada seja nos momentos com e sem bola, dificultando a tarefa aos seus opositores. 

Neste desafio o Benfica pode contar com o lateral Maxi Pereira (estava castigado, jogando o jovem André Almeida no jogo perante o Estoril). 
Com determinadas variantes tácticas na fase de organização a equipa é colocada num 4-1-3-2, contando com Artur Moraes na baliza, laterais com Melgarejo e Maxi Pereira, centrais Garay e Luisão (tem estado ausente devido a problemas físicos). Sobre o meio-campo Matic permanece como intocável na posição de "6", jogando um tridente à frente constituído pelo Enzo Pérez, Salvio e possivelmente Gaitán (caso o argentino não seja opção inicial, o holandês Ola John regressa ao lugar), com a dupla de ataque a ser formada pelos goleadores Lima e Cardozo.

Caso o FC Porto leve de vencida este jogo, alcança o Benfica no topo da classificação, no entanto, saindo derrotado deste clássico, fica a seis pontos do primeiro lugar, não esquecendo que os bicampeões nacionais tem um jogo a menos.


Por: Dragão Orgulhoso

Enviar um comentário
>