quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

Revista de Imprensa - 17 de Janeiro 2013


Liedson no dragão faz as manchetes

O "Levezinho" faz as primeiras páginas dos jornais desportivos desta quinta-feira.

A possível contratação de Liedson pelo FC Porto é o grande destaque da imprensa desportiva. O avançado brasileiro de 35 anos pode estar de regresso ao futebol português depois de ter representado o Corinthians e o Flamengo.

Os dragões procuram um avançado para fazer concorrência a Jackson Martínez e a Kléber, que poderá estar de saída para os belgas do Anderlecht.

Para além do possível regresso de Liedson a Portugal, a imprensa desportiva destaca ainda o regresso de Luisão à titularidade do Benfica e a contratação de Pep Guardiola pelo Bayern Munique.


O Jogo:




Jorge Jesus reconhece que o lateral se prejudica «pela emoção» -«Às vezes o Maxi Pereira não pensa». «É muito competitivo e entrega-se de alma e coração, mas o que me dá dores de cabeça é não o ter». Al-Ahli pensa anunciar Aimar ainda hoje. Treinador já admite a saída do maestro argentino.

Izmailov: «Estou a 100 por cento». Russo garante que as lesões pertencem ao passado. Liedson: o nome para o ataque. Ex ponta de lança do Sporting é uma possibilidade para o mercado de janeiro.

Sporting: Jesualdo quer jogo nos pés de Adrien. Leões pedem por Insúa 3,5 milhões líquidos.

Alemanha: Guardiola no Bayern por 17 milhões/ano.


Record:



Liedson vira Dragão - Avançado a um passo de regressar a Portugal. FC Porto oferece contrato até final da época com mais uma de opção. Salário de 80 mil euros líquidos. Sporting rejeitou Levezinho há um mês e invocou o passado clínico do jogador. Lucho:«Merecíamos mais do que o empate na Luz»


Benfica: Luisão de volta. Jesus: «Clássico só deixou marcas positivas».

Sporting: Jesualdo Ferreira conquista balneário. Insúa - Negociações com o Grémio continuam.

Alemanha: Guardiola no Bayern na próxima temporada.



A Bola:





FC Porto pode fechar hoje contratação do "levezinho" - Liedson a chegar ao ataque do Dragão. Aos 35 anos, o avançado está a um passo de regressar a Portugal. Contrato de seis meses, com mais um ano de opção em cima da mesa. Vítor Pereira "espiou" empate do Málaga em Barcelona.

Benfica: Regresso do Capitão. Luisão seguiu com a equipa para Coimbra e deve ser titular esta noite. Urreta é a chamada surpresa. "Ninguém dava nada por Jardel e por Matic", Jesus destaca a evolução dos dois jogadores que renovaram contrato esta semana.

Sporting: Assembleia Geral prevista para 9 de fevereiro. Assinaturas em conformidade. Direção pondera interpor providência cautelar.

Taça de Portugal: V. Guimarães e P. Ferreira nas "meias".

Alemanha: Guardiola vai treinar o Bayern a partir do verão.


Notícias sobre o FC Porto:



Vítor Pereira: «Disse o que me ia na alma para defender o grupo»    

       
O treinador dos bicampeões nacionais realizou ao início da tarde uma conferência de imprensa para antever a recepção de sábado ao Paços de Ferreira, mas o Clássico com o Benfica voltou a ser tema dominante. Vítor Pereira garantiu que as suas duras palavras, no final do encontro com os encarnados (2-2), serviram apenas para proteger os jogadores.

«Eu disse o que me ia na alma no sentido de defender o grupo, porque é essa a responsabilidade do líder. Eu acredito na arbitragem portuguesa e nada me move contra João Ferreira, mas reportei-me a erros concretos. A factos que condicionaram o nosso jogo. Se calhar de forma um tanto exaltada, reconheço, mas era o final do jogo, estava a quente», começou por dizer, admitindo algum excesso nas suas palavras.

«Se fosse hoje, o tom não seria o mesmo, mas mantenho as críticas. Vou manifestar-me sempre que achar que o nosso trabalho é condicionado. Quanto à conferência no final do jogo, quero frisar que tenho respeito pelo Jorge Jesus e pelo trabalho que se faz no Benfica. Com o que disse não queria desrespeitar o Benfica, não foi isso que quis dizer. A quem se sentiu ofendido, posso dizer que não era essa a minha intenção», continuou, afastando-se das teorias que defendem que o FC Porto pretende condicionar as arbitragens das suas partidas.

«Aquilo que posso assegurar é que não quero, como já li, condicionar as arbitragens com aquilo que disse. Isso não faz parte do meu caráter. Quero realçar é a qualidade e serenidade da minha equipa. Isso sim é importante. O resto é passado», concluiu.

«Não vou falar de Liedson porque não é nosso jogador»

Sobre a possibilidade de Liedson chegar no inverno ao Estádio do Dragão, Vítor Pereira pouco ou nada adiantou.

«O Liedson? Não, não vou falar dele porque não é nosso jogador. Também não comentei a questão do Izmailov na altura, mas agora posso falar disso sempre que queiram. Quanto ao Liedson não tenho mais nada a acrescentar. Não é nosso, por isso não vou fazer qualquer comentário», finalizou.


Por: Cubillas



Enviar um comentário
>