quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

A Taça da bejeca (Por Joker)





Quinze minutos de exclusão, diz o homem da cerveja
Quer ser penta-campeão, daquela taça, por inveja
Dos campeonatos reais, que o outro clube arrebata
P'la inscrição nos anais, ordenando o "diplomata"

Uma final que se veja, contr'ó clube dos "corruptos"
P'lo caneco da cerveja, em processos ininterruptos
Numa disputa de tira-teimas, sem jogos de secretaria
Uma espécie de guloseima, dessa legação testamentária

A qu'o clube do regime tem direito, por condição natural
Não ganhando nada de jeito, conquista o título anual
Para somar à Taça Ibérica, e ao Torneio do Guadiana
Num delírio de quimérica, é um clube à americana!

Sim, que se diz o mais maior do mundo, no Guiness!
Do livro de recordes, não da boa pretinha, um must!
O clube mais titulado, no registo da Bola, um Record!
O clube mais bem-amado, de seis milhões e um lorde! 

Que vive na selva, transformista por vocação 
O Tarzan que se enerva, na sua luta d'intrujão 
Qu'adivinha já o desenlace, decretado na liguilha
Desclassificando, por disfarce, num acto de quadrilha!

Que marcando ao minuto, o jogo da Taça Lucílio Batista
Com marcado intuito, d'obrigar o Porto a jogar à risca
Metendo a carne toda no assador, em semana de clássico
Proporcionando ao seu protector, o seu balão potássico!

Desejavam os doutores, que o Porto não usasse os bês
Metessem apenas jogadores, d'encontro aos seus porquês
Por isso a hora jogada, foi denunciada pelo pasquim
Da Travessa da queimada, lembrando o crime, num chinfrim!

Qu'há que impugnar, há que o desclassificar o infractor
Aquele clube sempre a ganhar? Há qu'o decretar perdedor!
Pr'o clube popular poder vingar, varrendo tudo de vermelho
E a Taça da Liga arrebatar, engrandecendo o palmarés, velho...

Pois, por muito qu'estrabuchem, por mais qu'inventem vitórias
Há uma verdade estatística, que não admite outras histórias
O maior clube português do século, não vive de taças-mascote
Promove-se com vitórias de músculo, sem estratégias de calabote!







Por: Joker
Enviar um comentário
>