sábado, 19 de janeiro de 2013

FC Porto 33 - 21 Águas Santas - Rolo Compressor




O FC Porto recebeu e venceu com facilidade o Águas Santas, mantendo assim a liderança após a 19ª jornada.





Num jogo tranquilo, o equilíbrio no marcador durou apenas até aos 10 minutos. A partir daí, a equipa comandada por Obradovic dominou em todas as vertentes do jogo. Com uma defesa concentrada e positivamente agressiva, posicionada ora em 5-1 ora em 3-2-1 e com saídas rápidas para o ataque o Porto começou a destacar-se no marcador. Do 6-5 que então se registava, rapidamente os tetracampeões chegaram a uma vantagem por 9-5. Laurentino com um alto nivel de defesas (que incluiu 2 livres de 7 metros) e o cubano Salina que durante este período marcou 2 golos através dos já referidos ataques rápidos destacaram-se. 




O jogo estava dominado e a nossa equipa não permitia qualquer aproximação à equipa maiata. Pelo contrário, o desnível do marcador foi sendo cada vez maior. Ao intervalo já eram 6 golos de diferença (16-10).

A 2ª parte mais não foi que o repetir dos últimos 20 minutos da 1ª parte.  Apenas com a já habitual troca dos guarda-redes o FC Porto continuava a dominar da forma que queria. Os primeiros minutos então, foram avassaladores. Aos 5 minutos o resultado mostrava 9 golos de vantagem para a nossa equipa (20-11). 

Se em alguma hipótese a equipa do Águas Santas esperou obter um resultado positivo, nesta altura esse sentimento já tinha desaparecido. Mesmo com um normal relaxamento e uma constante rotação, uma recuperação era miragem. Cometemos duas ou três falhas técnicas que irritaram o sempre exigente treinador Obradovic, mas o andebol que a nossa equipa jogou continuou a ter momentos muito bonitos. Destaque para os mais novos (Carvalhais, Sérgio Rola e João Ramos) que voltaram a ter muitos minutos e foram constantemente solicitados e encorajados pelo restante plantel. E como sempre corresponderam como comprova o resultado final (33-21).

Gilberto Duarte com 6 golos foi o melhor marcador e melhor jogador. Salina jogou mais tempo do que habitual pois Tiago Rocha apenas participou no ataque (talvez devido a regressar de lesão).  

Uma nota final para esta equipa do Águas Santas. Quem viu este jogo e o resultado poderia pensar que esta é uma equipa fraca. Não é, a nossa equipa hoje é que foi claramente superior.

Segue-se mais um duelo, este que se prevê complicado, com a visita ao pavilhão do sporting. Será um dos derradeiros testes desta fase do campenato e é importante chegar com vantagem à próxima. Para isso teremos de ir lá ganhar. Vamos a eles...


Por: Paulinho Santos
Enviar um comentário
>