quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

FC Porto - V. Setúbal (Antevisão)







Nesta quarta-feira teremos o encerramento da primeira volta da Primeira Liga, com o FC Porto a deslocar-se ao Bonfim para defrontar o Vitória de Setúbal, equipa que nesta altura ocupa a 15ª posição com 14 pontos, encontrando-se em zona de descida, jogo respeitante à 12ª jornada que estava inicialmente agendado para 14 de Dezembro, no entanto face ao temporal registado em Setúbal o desafio acabou por ser adiado para 23 de Janeiro.



Até ao momento, a equipa do Bonfim só venceu em três ocasiões para a Liga, o último triunfo foi sobre o Moreirense, vencendo de forma expressiva, ao golear por 5-0 com destaque nesse desafio para o hat-trick de Meyong que tem sido um dos principais goleadores neste campeonato, contudo o camaronês está de saída uma vez que assinou pelos angolanos do Kabuscorp. 

Para este jogo contra os dragões, o técnico sadino deverá dispor a sua equipa num 4-3-3, formada pelo polaco Pawel Kieszek na baliza, depois os laterais Pedro Queirós e Nélson Pedroso (forte na cobrança de bolas paradas), optando no centro da defesa certamente pelo regressado Miguel Lourenço e por Jorge Luiz, deverá jogar também um tridente de meio-campo, constituído pelo polivalente Ney Santos (dos pilares desta equipa), juntamente com Paulo Tavares e  Bruno Amaro, apesar de nem sempre a equipa conseguir criar desequilíbrios no último terço contrário o mais provável é manter o trio, com Cristiano (Jorginho entrou muito bem no último encontro), Pedro Santos e o experiente Meyong.

As alternativas a este onze base não são muitas (em termos de qualidade), como tal é de prever um Vitória expectante tentando surpreender o FC Porto com base em ataques rápidos e contra-ataques (ou então em lances de bola parada), porque de outra maneira não será possível criar qualquer tipo de embaraço. 

Uma das dúvidas, prende-se com o jovem central Miguel Lourenço que tem sido destaque no centro da defesa vitoriana, estando nesta altura lesionado mas em princípio estará de regresso ao onze,  caso não esteja totalmente apto Amoreirinha deve ser a alternativa mais forte. 

Depois de um jogo menos conseguido em Braga existe sempre possibilidade de José Mota proceder a outras mexidas na zona intermédia fazendo entrar o Bruno Turco ou o Bruno Gallo, abdicando assim do Bruno Amaro ou do Paulo Tavares.

Quanto aos bicampeões nacionais, o técnico Vítor Pereira não poderá contar com o castigado Fernando (série de cinco de amarelos) e ainda com o russo Ismaylov, uma vez que o ex-Sporting não estava inscrito na equipa na altura em que este jogo ia ser realizado. 

Além destas ausências, James e Kléber continuam entregues ao Departamento Médico do clube. Com tudo isto, as grandes novidades na convocatória acabam por ser as entradas do lateral Quiño, bem como do médio Tozé, ele que tem sido dos grandes destaques na equipa "B".



Por: Dragão Orgulhoso
Enviar um comentário
>