segunda-feira, 2 de abril de 2012

Andebol, Taça de Portugal: Sporting 26 - FC Porto 25









Num pavilhão bem composto e com boa moldura humana, o FC Porto mais uma vez desperdiçou uma oportunidade de ouro para voltar a conquistar a Taça de Portugal, saindo derrotado na final diante do Sporting por 26-25 (as equipas recolheram ao balneário empatadas a 13 golos).







Quanto ao jogo em si, o equilíbrio foi nota dominante, com as duas equipas a apresentar uma defesa 6:0 muito agressiva, na qual o Sporting teve maiores dificuldades em liderar com as entradas aos seis metros dos jogadores do FC Porto e como tal não foi de estranhar os leões terem somado oito exclusões, e por incrível que pareça nos momentos em que estavam em inferioridade numérica, grande parte das vezes a equipa até se deu bem, contrariamente ao FC Porto, que mostrava nesses períodos alguma desconcentração na defesa e diga-se que além de ter apresentado momentos menos bons nessa vertente, tanto o Hugo Laurentino como o Alfredo Quintana não estiveram numa tarde inspirada, o que obviamente também veio contribuir para esta derrota.

O FC Porto esteve quase sempre na frente do marcador e apesar do jogo ter estado sempre equilibrado, era notória uma ligeira supremacia da nossa equipa, no entanto nos últimos minutos, as falhas técnicas começaram a surgir com maior acerto e também uma boa prestação do guardião Hugo Figueira veio contribuir para este desfecho negativo.

O jogo veio a ser decidido na entrada do último, com o ponta esquerda Pedro Solha (juntamente com o Hugo Figueira e o Muresan, foram as grandes figuras da equipa) a fazer o 26-25 e na resposta o Pedro Spínola permitiu uma defesa ao Hugo Figueira, numa altura onde os dragões já atacavam com sete jogadores de campo, com o Gilberto Duarte a substituir o cubano Quintana.








Apesar da derrota, é de realçar a excelente segunda parte protagonizada pelo primeira linha Wilson Davyes (ele que parece estar juntamente com o ponta Dario Andrade a caminho do Benfica na próxima temporada) e os primeiros 30 minutos por parte do Pedro Spínola.

Ainda não foi desta que a vitória na Taça de Portugal sorriu aos azuis e brancos, um título que lhe foge desde 2007, derrotando na altura o Benfica na final por 19-18, enquanto o Sporting não vencia desde 2005, sendo que é o clube com mais títulos conquistados nesta taça, contabilizando 13 triunfos, com o FC Porto a somar sete troféus.





Ficha do Jogo:

Sporting-FC Porto Vitalis, 26-25

Taça de Portugal, final

1 de Abril de 2012

Pavilhão Municipal de Tavira

Árbitros: Mário Coutinho e Ramiro Silva (Aveiro)

SPORTING: Hugo Figueira e Ricardo Correia (g.r.); Bruno Moreira (3), Pedro Solha (7), Ricardo Dias (1), João Pinto (3), Daniel Muresan (5), Fábio Magalhães, Rui Silva (6), Frankis Carol (1) e Pedro Portela
Treinador: Branislav Pokrajac

FC PORTO VITALIS: Hugo Laurentino e Alfredo Quintana (g.r.); Gilberto Duarte (3), Pedro Spínola (5), Tiago Rocha (2), Ricardo Moreira (5), Elias Nogueira (2), Wilson Davyes (5), Daymaro Salina (1), Ricardo Costa, Filipe Mota (1), Dario Andrade (1) e Nenad Malencic
Treinador: Ljubomir Obradovic

Ao intervalo: 13-13
Disciplina: cartão vermelho para João Pinto (49m)

Por: Dragão_Orgulhoso
Enviar um comentário
>