sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Andebol: Missão Possível (Antevisão)


Numa espécie de missão digna de um Tom Cruise, o FC Porto joga recebe neste sabádo os eslovenos do Cimos Koper, em jogo da segunda mão da terceira eliminatória da Taça EHF, sendo que o vencedor desta ronda fica apurado para a fase de grupos desta competição, um formato inédito e que visa a dar ainda mais relevo e entusiasmo à segunda prova máxima do andebol europeu.





No encontro da primeira mão, o FC Porto saiu derrotado por seis golos de diferença (29-23), jogando taco a taco no encontro durante 46 minutos, período no qual o Cimos Koper foi dilantando o resultado, cabendo agora aos dragões anular uma vantagem considerável, até porque os eslovenos têm uma margem que poderão dar tranquilidade para este encontro. 






Os dragões não têm nada a perder, contudo o jogo terá que sair demasiado perfeito quer nos momentos defensivos como ofensivos.

Por norma, a equipa do FC Porto costuma ser forte na transição para o ataque, criando diversas situações de 1x0, contando ainda com a excelente forma evidenciada por Gilberto Duarte e a recuperação de Tiago Rocha (não esquecendo o importante contributo que terá que ser dado por parte dos nossos guarda-redes), são factores que podem jogar a favor da nossa equipa. 

O favoritismo está do outro lado (pela vantagem construída no jogo da Eslovénia), no entanto vamos acreditar que é possível dar a volta e como tal todo o apoio do público será necessário de forma a dar a volta a uma eliminatória praticamente perdida.


"Temos grandes possibilidades de dar a volta"


Hugo Laurentino e Gilberto Duarte conseguem mostrar-se tão sincronizados no discurso como quando estão em jogo a defender o FC Porto Vitalis. Em vésperas da recepção ao Cimos Koper, na disputa da segunda mão da 3.ª ronda da Taça EHF (sábado, 18h00), guarda-redes e lateral-esquerdo partilharam a confiança: os Dragões têm "qualidade" para "vencer por mais de seis golos" e seguir em frente.

Para Hugo Laurentino, o problema da primeira mão (derrota por 29-23) foi o FC Porto não ter "cumprido a estratégia" previamente delineada, mas é seguro que desta vez "os erros não se vão repetir". "Já analisamos o jogo e vimos os nossos erros, o que fizemos bem e o que fizemos mal, e já temos o plano traçado para o jogo de sábado. Sabemos o que temos de fazer para conseguir dar a volta", garantiu Hugo Laurentino.

O "factor casa" e a "força dos adeptos" são dois dos motivos que levam o camisola 16 a acreditar que "há hipóteses" de recuperar a eliminatória, num jogo em que todos querem alinhar. "Treinamos diariamente para poder disputar este tipo de jogos. É destes que mais gostamos. Esperamos ter o pavilhão cheio e, com tudo o que estamos a preparar esta semana, penso que temos grandes possibilidades de conseguir dar a volta", reforçou.

Gilberto Duarte sublinhou a moral do companheiro de equipa, sem qualquer reserva. "É verdade que tivemos uma derrota um bocado pesada na primeira mão, devido a uma desconcentração nossa nos últimos minutos, mas temos qualidade para, aqui em casa, vencer por mais do que seis golos".

De acordo com o lateral-esquerdo, na Eslovénia houve "10 a 15 minutos em que falhou muito a concentração defensiva" e a equipa comprometeu o resultado devido a "várias falhas individuais na defesa, que permitiram ao adversário marcar muitos golos" e que, consequentemente, dificultaram as tarefas ofensivas.

No entanto, a eliminatória ainda vai a meio e Gilberto acredita que "agora vai ser diferente". "Trabalhamos bem a semana toda, vimos logo o vídeo do outro jogo e sabemos o que temos de fazer agora para dar a volta. A motivação e a concentração têm de estar no máximo e, se tivermos casa cheia, então aí é que vai ser. Este é um daqueles jogos que sempre esperamos jogar", disse o primeira linha.


Por: Dragão Orgulhoso

Enviar um comentário
>