domingo, 2 de março de 2014

Sporting 25 - 23 FC Porto - Sinal Stop veio da Madeira

#FCPorto #Andebol #Sporting 





O FC Porto deslocou-se ontem à tarde ao pavilhão Ministro dos Santos em Mafra para defrontar os rivais em jogo a contar para os quartos de final da taça de Portugal. perdemos e com esta derrota não conseguimos o acesso à final-four da competição.






Há muito a dizer sobre este jogo e nem tudo é relacionado com o jogo propriamente dito. Mas comecemos por aí com um resumo mais curto do que o habitual para falarmos do restante.

Sabemos que Tiago Rocha, embora clinicamente apto, ainda está na fase final da sua recuperação, o ritmo não é o desejado nem podia ser. Assim Obradovic continuou a apostar em Alexis. O pivot cubano tem dado mostras de talento, de crescimento. Mas está ainda longe do nível do português.

Foi um inicio qb do jogo para as nossas cores. Não entrámos bem, mas no final dos primeiros 5 minutos o resultado estava equilibrado com um 3-2. Ofensivamente as falhas sucediam-se, fruto da boa defesa contrária e os contra-ataques dos visitados começavam a causar mossa. Aos 10 minutos já perdíamos por 6 - 3.

Obradovic, agastado com a exibição, foi forçado a pedir um time-out. A situação estava dificil e o nosso técnico chamou Tiago Rocha, era necessário. Resultou em parte. Não nos aproximamos no marcador, defensivamente mostrávamo-nos incapazaes de travar o contra-ataque rival. Mas durante latgos períodos eles não se afastaram no marcador. Batsa ver que a 5 minutos do intervalo a nossa desvantagem continuava nos 3 golos. 

Contudo ao intervalo a diferença era ainda maior. 16 - 11 numa má primeira parte dos nossos atletas.

A segunda parte foi diferente. Eles ainda marcaram primeiro (17 - 11) mas o jogo tinha mudado. Ainda antes dos 15 minutos e recuperamos de forma fantástica a 17 golos. Brilhante, estávamos por cima, pese a boa exibição do guarda-redes deles. Defensivamente estávamos insuperáveis. Em 15 minutos eles apenas marcaram 1 golo. Brilhante! Destaque para Laurentino, que depois de Quintana e Moniz se fixou na baliza e esteve em bom plano.

E aí não nos deixaram seguir em frente (já lá vamos). Ainda continuamos empatados a 18. Também falhamos, reconhecemos isso. Spínola pouco depois falhou um livre de 7 metros que nos colocaria a 1 golo de diferença para o Sporting (tinham marcado 2 golos seguidos). No fim a mesma situação, desta vez com Huho Santos. Falhamos ambos e não pode acontecer... Aí a culpa foi nossa.

No final o resultado era de 25  - 23. Perdemos. 

Podíamos ter feito mais? Sem dúvida. Mas não nos deixaram. falemos agora disso.

Os árbitros foram a dupla madeirense Duarte Santos e Ricardo Fonseca. Atentemos ao seu historial. Esta dupla num mesmo Sporting - Porto mas para o campeonato, numa altura em que o jogo equilibrou foi um enchente de exclusões. Nem Obradovic escapou. Chegamos a ter apenas 3 jogadores de campo. Esta dupla num Porto - regime, o ano passado no nosso Dragãozinho, nos minutos finais e com o jogo empatado excluíram de forma inacreditavel Wilson e Rosário. Felizmente dessa vez deram-se mal e ganhamos com aquele golo do Ferraz nos últimos segundos. Ontem quando empatamos, assistimos a um ritmo de exclusões despropositadas. Temos aqui uma tendência. Eles não são incompetentes. Se o fossem erravam para ambos os lados... Mas não, eles erram sempre contra nós e nas alturas mais indicadas. Estes senhores madeirenses não são sérios. Prejudicaram ontem e no passado deliberadamente e continuamente o nosso emblema. Sempre. Desafio a encontrarem um jogo em que esta dupla não tenha feito isto. Um único basta...

Registo o comportamento dos jornais da especialidade. Obradovic falou da arbitragem no fim do jogo "Senti-me prejudicado pela arbitragem , mas já é normal". Apenas um jornal falou deste aspecto. Os restantes ignoraram... Porque será?

Falemos agora da mesa onde estava esse grande sportinguista Nuno Trancoso. A exclusão do Alexis (a segunda) surgiu por indicação da mesa. Que se passou? Porque deram essa indicação? Qual o motivo? Mais uma brincadeirazinha...

Por fim a transmissão. Não me pude deslocar a Tomar ontem, vi o jogo através da transmissão da AndebolTv. Esta transmissão deveria ser isento. caramba até pertence a quem organiza a prova. Já assisti a comentários em canais não isentos (sobretudo em transmissões de modalidades de tvs regionais na internet) muito mais capazes, muito mais sérios. Quem ontem comentou não merece ser chamado de jornalista, porque não o foram. Totalmente parciais e com uma "cegueira selectiva". Isto tudo numa transmissão que se pretendia isenta. Deixo aqui o link para se deliciarem com os comentários (http://www.youtube.com/watch?v=b5rhYSbvx-o). 



Arbitragem, mesa de jogo e transmissão vergonhosa. É assim tanta a vontade de não nos deixarem ganhar? Perderam a vergonha de vez e já nem se dão ao trabalho de disfarçar? Azar o vosso meus caros... Nós não desistimos... Nós vamos à luta. Nós somos pentacampeões e redobramos esforços quando nos tentam calcar... Os atletas em campo e nós nas bancadas, daremos mais ainda. Não nos pisam mais...

Nota ainda para a fase final do campeonato que começará na recepção ao Sp. Horta. Acontecerá no dia 19 Março no nosso Dragãozinho. É para vencer...

 

FICHA DE JOGO

SPORTING-FC PORTO VITALIS, 25-23
Taça de Portugal, quartos-de-final
1 de Março de 2014
Pav. Municipal de Mafra, Mafra

Árbitros: Duarte Santos e Ricardo Fonseca (Madeira)

SPORTING: Ricardo Candeias (g.r.), Rui Silva (2), João Antunes (1), Pedro Portela (8), Frankis Marzo (5), Pedro Solha (4) e Fábio Magalhães (5)
Jogaram ainda: Luís Oliveira (g.r.), Sérgio Barros e Bruno Moreira
Treinador: Frederico Santos

FC PORTO VITALIS: Alfredo Quintana (g.r.), Gilberto Duarte (2), Wilson Davyes (1), João Ferraz (3), Alexis Hernandez, Mick Schubert (4) e Ricardo Moreira
Jogaram ainda: João Moniz (g.r.), Hugo Laurentino (g.r.), Pedro Spínola (5), Tiago Rocha (6), Miguel Sarmento (2), Hugo Rosário e Hugo Santos
Treinador: Ljubomir Obradovic

Ao intervalo: 16-11




 Por: Paulinho Santos




Enviar um comentário
>