domingo, 9 de março de 2014

Segunda Liga, 33.ª jornada: CHAVES 2-1 FC PORTO B

#FCPortoB #FCPorto #DesportivodeChaves #Chaves

Na estreia de Luis Guilherme como treinador da equipa, o Porto B foi a casa do Chaves perder por duas bolas a uma.

O Porto B apresentou apenas uma alteração no onze, a troca de Mikel (castigado) por Tomás.






O Chaves entrou forte e pressionante, com o Porto a mostrar muita dificuldade para reagir. Com um meio campo muito desligado o Porto foi sempre dominado e nunca conseguiu travar as investidas rápidas do Chaves, quase sempre por intermédio do extremo Arnold.






O Chaves acaba por chegar à vantagem num canto. Bura aparece sem marcação a finalizar. Vantagem justa do Chaves que criava oportunidades de golo.

A partir do golo, o Chaves diminuiu a intensidade no jogo. O Porto aproveita para ter mais circulação de bola, que, no entanto, é sempre uma posse de bola inconsequente.

No único lance de real perigo para a baliza do Chaves, o Porto chega ao empate. Depois de uma insistência pela esquerda de Gonçalo Paciência, Tozé aparece solto na pequena área para finalizar.

Até ao intervalo o marcador não se alterou. Era por essa altura um resultado lisonjeiro para o Porto B.

Na segunda parte, Luis Guilherme começa por fazer sair Tomás para a entrada de Leandro. O Porto melhora sobretudo em termos de transição ofensiva, mas continua desiquilibrado na transição defensiva.

E é numa dessas jogadas que, depois de uma perda de bola no meio campo portista, Arnold aparece solto à direita e cruza para mais um golo do Chaves.

O jogo não muda muito até final, com o Porto a tentar ter o controlo, mas o Chaves sempre mais objectivo e perigoso.

Tozé ainda falha um penalti, que podia ter dado outra história ao jogo.

Foi sobretudo um mau jogo do colectivo portista, com vários jogadores muito abaixo do seu nível exibicional. Aceita-se assim a vitória do Chaves como justa.




Análise individual:

Kadu: Sem culpas nos golos, exibição regular.

David Bruno: Algumas dificuldades em fechar o flanco. Com culpas no segundo golo do Chaves ao deixar-se antecipar.

Zé António: Algumas dificuldades face à velocidade dos avançados do Chaves.

Tiago Ferreira: Começou bem com alguns cortes providenciais, mas com o tempo foram cada vez mais evidentes as falhas no posicionamento.

Quinones: Foi penoso de assistir. Foi quase sempre pelo seu lado que o Chaves atacou. Foram inúmeras as jogadas em que "apanhou" com Arnold em velocidade. Ganhou alguns lances, perdeu outros. Falhou, mas devia ter sido mais apoiado pela equipa e, mais concretamente, pelo extremo do seu lado.

Tomás: Passou completamente ao lado do jogo. Faltou-lhe intensidade. Saiu e bem ao intervalo.

Pedro Moreira: Andou perdido na 1ª parte. Parecia dividido entre ajudar o ataque e ajudar Tomás na defesa. Nem fez uma coisa nem outra. Melhorou quando recuou no terreno com a saída de Tomás.

Tozé: Muito apagado, sem conseguir escapar à teia do Chaves. O golo salvou-lhe uma exibição pobre. Falhou um penalti.

Ivo: Mau jogo do jovem extremo portista. Sempre muito agarrado à bola, inventou de mais.

Kayembe: Muito combativo, mas pouco inspirado. Não fugiu à má exibição.

Gonçalo: Melhor em campo. Foi o único motivo de alegria neste jogo. Uma série de excelentes pormenores técnicos, boa visão de jogo. Construiu o lance do primeiro golo e sofreu o penalti que Tozé falhou.


Leandro: Entrou bem no jogo, mas foi caindo de produção. Ainda assim de assinalar um grande remate para uma excelente defesa do guarda redes do Chaves.

André Silva: Nada a assinalar.




FICHA DE JOGO

CHAVES-FC PORTO B, 2-1
Segunda Liga, 33.ª jornada
9 de Março de 2014
Estádio Municipal Engenheiro Manuel Branco Teixeira, em Chaves

Árbitro: Luís Ferreira (Braga)
Assistentes: Alfredo Braga e Nuno Eiras
Quarto árbitro: Pedro Ferreira

CHAVES: Nuno Dias; João Góis, Bura, Miguel Ângelo e Nélson; Ricardo Chaves (cap.), Bruno Magalhães e Kuca; Arnold, Barry e Luís Pinto
Substituições: Ricardo Chaves por Siaka Bamba (3m), João Góis por Sagna (60m) e Arnold por Mário Mendonça (85m)
Não utilizados: Paulo Ribeiro, João Fernandes, Clayton e Bruno Moreira
Treinador: Quim Machado

FC PORTO B: Kadú; David Bruno, Zé António, Tiago Ferreira e Quiño; Tomás Podstawski, Pedro Moreira (cap.) e Tozé; Kayembe, Gonçalo Paciência e Ivo
Substituições: Tomás Podstawski por Leandro (intervalo), Ivo por Frederic (84m) e David Bruno por André Silva (88m)
Não utilizados: Stefanovic, Pavlovski, Bruno Silva e Rafa
Treinador: José Guilherme

Ao intervalo: 1-1
Marcadores: Bura (10m), Tozé (35m) e Luís Pinto (61m)
Disciplina: cartão amarelo a Ivo (22m), Nélson (64m), Zé António (68m), Sagna (81m), Bura (82m) e Nuno Dias (83m)

Por: Prodígio



Enviar um comentário
>