sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

Via Sacra?



…E há um Porto Canal
Generalista, nortenho!
Sem jugo à capital
Por autonomia, empenho!

E nele falou esse homem
O desassombro em pessoa!
Tomand’o rumo que tomem
Não vão vergar-se a Lisboa!

E nisso não consigo entender
Algumas manifestações!
E ao Presidente ofender…!?
Por via das contratações?

Ou por causa do treinador
Que não nos deixa jogar!
Se pr’a ele é o melhor…
Só tenho que apoiar!

Pois vindo de quem vem
O seu crédito é ilimitado!
Não o concedo a mais ninguém…
E por ele me tenho empenhado!

E se se propõe renovar
O contrato ao Fonseca…
Proponho-me acreditar…
Nessa esperança que resta!

Há algo de fundamento 
Nesse juízo dos árbitros
Não sendo o único argumento!
Pr’os nossos desvios tácticos!

Mas s’o caminho é seguir
Neste processo incerto…
Quem sou eu pr’a divergir
Por outro caminho “correcto”?

A prova maior está à vista
Nesses campeonatos a eito!
A principal conquista…
Nesse objectivo está feito!

É certo que perdemos quartel
Por essa Europa fora…
Vendendo tod’o tipo d’anel
Pr’a não se cortar à tesoura!

E concorremos c’o centralismo
Nessas benesses bancárias!
Ao sporting, no seu abismo…
Foram dadas novas hipotecárias!

E o clube do regime
De cujo endividamento se suspeita
Vende a um preço sublime!
Depois da miríade desfeita!

E só descendo à terra
Se pode apontar à lua!
O Paulo, é certo, enterra…
Mas pode vir uma capicua!

E faland’o grande timoneiro
Nesse canal independente!
É certo que serei primeiro
Nem que seja à tangente!…

O Kelvin até está no ponto!…
A última jornada, consagra!
Eu creio até ao desconto…
E que nunca s’acab’o Viagra!

Força, Presidente! Continuas em grande 
forma!


Por: Joker

Enviar um comentário
>