quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

Segunda Liga, 26.ª jornada: FC Porto B 0 - 1 Desportivo das Aves

Nesta quarta feira, o Porto B recebeu o Desportivo das Aves e perdeu por 1 bola a 0.

Reyes e Fabiano foram "emprestados" pela equipa principal.

O jogo foi uma fotocópia do último jogo dos portistas. A equipa entrou lenta, amarrada tacticamente e sem criatividade.






O meio campo voltou a repetir a fórmula do duplo pivot (Mikel e Pedro Moreira), desta vez com o médio Leandro à frente (um médio também ele defensivo). Tozé voltou a ser desterrado na ala, como um falso extremo.







Assim, foi um meio campo sem criatividade que passou o jogo a anular-se e a anular o jogo da equipa. O Aves agradeceu e nunca teve de se preocupar porque o jogo se perdia em faltas e faltinhas a meio campo. 
Oportunidades de golo eram nulas.

Apenas pela esquerda Rafa e Kayembe combinavam de forma interessante.

Na segunda parte o jogo continua igual até aos 65 minutos, quando Pereira saca um coelho da cartola e num remate bem colocado de fora da área bate Fabiano.

Só a seguir ao golo o técnico portista mexe na equipa, quando se pedia uma acção em vez de uma reacção.

Entram Caballero e Ivo, para os lugares de Kayembe e Leandro. O Porto passa a atacar mais mas não da melhor forma. Depois da entrada de André Silva, a equipa passa a jogar com 4 avançados, mas sem ninguém que lhes leve jogo, porque Tozé não recua no terreno.

Nas alas Ivo conseguia sozinho causar perigo, mas Caballero perdia-se no meio dos defesas do Aves e André Silva tropeçava em Tozé. Uma confusão táctica, um desespero.

O Porto não conseguiu oportunidades de golo em todo o jogo, nem mesmo no fim.

De preocupante ficam as declarações de Luis Castro no final do jogo: 

"Fizemos tudo para ganhar desde o 1º minuto", "tivemos várias oportunidades para fazer golo", "muito satisfeito quanto à qualidade do nosso jogo".

Ou viu um jogo diferente ou algo de estranho se passa.



Análise individual:

Fabiano: Uma saída falhada. Sem trabalho.

Victor Garcia: Sem trabalho na defesa. Tentou sempre apoiar o ataque.

Tiago Ferreira: Sem grande trabalho, mas com 2 bons cortes.

Reyes: Sem trabalho. Jogo tranquilo.

Rafa: Quase sempre a ser alvo de 2 para 1 na defesa, no ataque foi dos melhores com boas combinações.

Mikel: Andou por ali.

Pedro Moreira: Perdido em querelas de meio campo.

Leandro: Jogou?

Kayembe: Melhor em campo. Foi sempre ele que tentou dar um abanão no jogo, bons movimentos típicos de extremo.

Tozé: Nesta posição nem é carne nem é peixe. O seu instinto diz-lhe para vir sempre para dentro e deixa um buraco na ala. Mas o meio campo já estava sobrelotado.

Gonçalo Paciência: Perdido entre os centrais. A bola nunca lhe chegou.


Caballero: Se tocou na bola eu não vi. Não se percebeu onde foi jogar ou qual seria a sua função.

Ivo: Entrou bem no jogo e mexeu com o mesmo, quase sempre em jogadas individuais.

André Silva: Entrou para o caos táctico e não foi ele a fazer a diferença



FICHA DE JOGO

FC Porto B-Desportivo das Aves, 0-1
Segunda Liga, 26.ª jornada
22 de Janeiro de 2014
Estádio de Pedroso, Vila Nova de Gaia

Árbitro: Marco Ferreira (Funchal)
Assistentes: Nélson Moniz e Bruno Trindade

FC PORTO B: Fabiano; Victor García, Reyes, Tiago Ferreira e Rafa; Mikel, Pedro Moreira e Leandro; Tozé, Kayembe e Gonçalo
Substituições: Kayembe por Ivo (69m), Leandro por Caballero (69m) e Gonçalo por André Silva (77m)
Não utilizados: Kadú, Pavlovski, Tomás Podstawski e Frederic
Treinador: Luís Castro

DESPORTIVO DAS AVES: Quim; Filipe, Romaric, Miguel Vieira e Jorge Ribeiro; Tito (cap.), Renato e Luís Manuel; Pedro Pereira, Vasco e Andrew
Substituições: Pedro Pereira por Fábio Martins (71m), Andrew por Grosso (74m) e Renato por Jaime Poulson (80m)
Não utilizados: Ricardo, Valente, Vasco Matos e Diogo Pires
Treinador: José Valente

Ao intervalo: 0-0
Marcador: Pedro Pereira (65m)
Cartão amarelo a Kayembe (24m), Filipe (46m), Ivo (83m), Tozé (87m) e Fábio Martins (89m)


Por: Prodígio

Enviar um comentário
>