sábado, 21 de setembro de 2013

Liga Zon/Sagres 5ª Jornada: Estoril - FC Porto (Antevisão)








O Estádio António Coimbra da Mota será palco de um jogos grandes desta ronda, na qual, o FC Porto terá um encontro extremamente complicado pela frente, tendo como adversário o Estoril, equipa sensação na Liga no ano anterior, uma formação orientada de forma sensacional pelo jovem técnico Marco Silva, que vem dando passos seguros como treinador.








Este jogo sucede após a presença de ambos os clubes a meio da semana nas Competições Europeias, sendo que os desfechos acabaram por ser opostos, no entanto, não vem beliscar em nada a perfomance evidenciada até ao momento pela equipa da Linha, ocupando de momento a quinta posição, contabilizando duas vitórias, um empate e uma derrota. E foi precisamente no último embate para o campeonato, que o Estoril conheceu o seu primeiro desaire em jogos oficiais, sendo que além da derrota em si, a turma orientada por Marco Silva acabou por ficar privado do contributo do central Yohan Tavares e do extremo Gerso, ambos expulsos no decorrer do encontro frente ao Sp. Braga.

No caso de Gerso, é um jogador que confere velocidade e sobretudo imprevisibilidade na ala esquerda do ataque canarinho, contudo, está longe de ser primeira opção - o normal seria ser lançado ao longo da partida - mas no caso do Yohan, irá possibilitar a entrada de João Pedro - curiosamente formado no FC Porto - formando dupla no centro da defesa com Bruno Miguel, estando sobre o lado esquerdo, o cabo-verdiano Babanco (jogador com imensa qualidade!) e na direita surge uma das dúvidas, uma vez que o Mano foi titular no embate diante do Sevilla e diga-se nos minutos em que esteve em campo correspondeu afirmamente às exigências, no entanto, a escolha deverá recair no brasileiro Anderson Luís, outro atleta com qualidade assinalável, garantido maior pujança no acompanhamento ofensivo.

Sobre o meio-campo, classifico o Gonçalo Santos como um dos melhores pivot´s defensivos da Liga, isto é, equilibra como poucos a equipa nos momentos defensivos e ofensivos, garantindo igualmente qualidade nos momentos de recuperação. Deverá ser acompanhado pelo reforço Filipe Gonçalves, dando assim liberdade de movimentos ao Evandro, um playmaker que faz efectivamente a diferença e será um dos jogadores a requerer maior atenção.
Quanto ao ataque, o experiente Carlitos não deverá recuperar da lesão, sabendo de antemão que o ex-portista Sebá e o irrequieto Luís Leal serão seguramente titulares. Caso o Carlitos não esteja de todo operacional, o brasileiro João Pedro Galvão é o candidato a ocupar o lugar, apesar de este ter sido preterido em detrimento do Balboa no jogo para a Liga Europa.

Pontos fortes a destacar no jogo do Estoril, passa pela sua excelente organização defensiva e no ataque, predomina essencialmente como factor a mais, as suas transições, que são feitas com muita qualidade e defensivamente, o FC Porto terá que estar preparado para as possíveis saídas do adversário. Em contra-ponto, o caudal ofensivo criado pelos laterais nos dois corredores, faz com que possa existir algum tipo de desequilíbrio no momento de transição ataque/defesa, sendo um ponto a explorar pelos comandados de Paulo Fonseca.

Este jogo marca o regresso de Licá à Amoreira - não é claro a convocação do Carlos Eduardo - e acima de tudo, o principal objectivo passa pela conquista dos três pontos e com isto manter a invencibilidade no campeonato

Lista de convocados:

GR: Helton e Fabiano

Defesas: Danlo, Reys, Mangala, Otamendi e Alex

Médios: Lucho, Josué, Quintero, Herrera, Fernando e Defour

Avançados: Jackson, Ghilas, Varela, Licá e Ricard


Por: Dragão Orgulhoso
Enviar um comentário
>