segunda-feira, 10 de junho de 2013

O Simpático!




Quer a maior simpatia
Pró seu maior infortúnio
Uma maior alquimia
Nessa forma de raciocínio
 
Pois o seu clube querido
Perde com’o contribuinte
Nesses descontos, sumido
Vive em penúria, o pedinte!
 
Por isso solta a piada
Fácil, por conveniência
É um derrotado, sem nada
Ri-se, na pré-conferência!
 
País de PIB em decréscimo
Pelas vitórias do “estrangeiro”
Só o Mexia viv’em acréscimo
Pois sabe chinês corriqueiro!
 
Claro que uma pobre cidade
Mesmo c’um clube tri-campeão
Não pode servir a irmandade
Que tem o benfica no coração!
 
É um simpático, o ministro
Envolve-nos no seu encanto
Deixou esse rosto sinistro
Por ser do benfica, o espanto!
 
Até já se ri das finanças
Chorando a graçola da perda
Ainda apagará as lembranças
Do dia que nos fez servos-da-gleba!
 
Pois tudo é em si perdoado
Desde que pertenças ao clube
É melhor trajar de encarnado
Pois não tens escutas no youtube!
 
E mesmo que lá as coloques
O Bigbrother as apagará
Uma imagem sem remoques
É o qu’o benfica dá!
 
E o monstro das bolachas
Logo virará um príncipe
Mais impostos ou outras taxas?
É pr’a isso que serv’o contribuinte!
 
E depois da governação
Logo s’encontra uma empresa
Há sempre uma administração
Pronta pr’a aumentar a despesa!
 
E digam lá se não é convidativo
Ser do benfica, ser-se popular?
Fica-se mais participativo
Lança-se graçolas no ar!
 
E até aquele ar cinzento
Aquela voz triste, arrastada
Ganha novo brio, alento
Pra lançar outra piada!?
 
E há sempre a garantia
De que nunca se vai de xadrez
Só no fim do mandato, um dia
Se pode emitir um, talvez!?
 
E na maior simpatia
Naquela risada geral
O país, como que por magia
Rejubila, PORTUGAL!!!
 


Por: Joker
Enviar um comentário
>