sábado, 8 de junho de 2013

Hóquei em patins: FC Porto 8 - 7 Candelária.




Jogo com muitos golos nesta tarde de sábado no Dragão Caixa, com o FC Porto a despedir-se do campeonato, vencendo os açorianos do Candelária por 8-7, terminando a tabela classificativa na primeira posição, contabilizando 82 pontos, fruto de 27 vitórias, um empate e duas derrotas. Além do ceptro, a turma liderada por Tó Neves foi a equipa mais concretizadora da prova (243 golos) e a defesa menos batida (91 tentos sofridos), numa prova claramente dominada pelos dragões.



Quanto ao jogo propriamente dito, digamos que foi um encontro equilibrado, contando com maior ascendente do FC Porto. Aproveitando o facto das coisas estarem decididas, o técnico portista aproveitou para rodar ao longo dos 50 minutos todo o plantel - exceptuando o guardião Edo, que não saiu do banco e o lesionado, Caio. 

Duas formações a jogar o jogo pelo jogo, proporcionando de parte a parte inúmeras oportunidades de golo. Foi precisamente a turma picarota a inaugurar o marcador através do Tiago Rafael, ele que a par do guarda-redes João Miguel, foram de forma clara os elementos em principal foco no Calendária. Mas a resposta dos campeões nacionais não podiam ser a melhor, cabendo ao internacional português Ricardo Barreiros restabelecer a igualdade, numa stickada de longa distância.

No entanto, os açorianos reagiram, sobretudo a partir de situações de ataque rápido em superioridade numérica (2x1), apontando dois golos consecutivos (Tiago Rafael e Martin Montivero). Com uns primeiros 10 minutos de elevado ritmo desempenhos pelos jogadores no ringue, o FC Porto num curto espaço de tempo voltou a empatar a partida - tentos marcados pelo Barreiros e o incansável Pedro Moreira - sendo que o Candelária ressentiu-se, mesmo fisicamente, com o treinador Vítor Silva a rodar as soluções possíveis (o defesa/médio Tiago Resende não jogou devido a lesão).

Até ao final dos primeiros 25 minutos, o FC Porto apontou mais quatro golos, primeiro com o Ricardo Barreiros a colocar pela primeira vez os azuis e brancos na frente. Vítor Hugo e Hélder Nunes (bis) fizeram o FC Porto estar na frente por 7-3 ao intervalo.


No segundo tempo, tivemos um FC Porto a gerir os ritmos da partida, dando espaço à reacção do adversário. Miguel Dantas com dois golos consecutivos deu o mote - entretanto numa excelente stickada, Jorge Silva faz o 8-5 - e perto do final da partida, os avançados Montivero e Gonçalo Suíssas, estabeleceram o resultado final em 8-7, favorável ao conjunto orientado por Tó Neves.

Apesar do terminus do campeonato, o FC Porto ainda está em competição, jogando no próximo fim de semana nos Açores diante do Candelária, num jogo a contar para os quartos de final da Taça de Portugal. Quem levar a melhor nesta eliminatória, defrontando no dia 22 o vencedor do embate que opõe o Valongo ao Benfica.


Por: Dragão Orgulhoso
Enviar um comentário
>