domingo, 1 de fevereiro de 2015

Segunda Liga: FC Porto B 4 - 0 SP. Covilhã




O Porto B recebeu e goleou, na tarde deste Domingo, o Covilhã por expressivas quatro bolas a zero.



No onze portista destaque para os regressos ao onze de Lichnovsky no centro da defesa, Francisco Ramos no meio campo e Ivo Rodrigues e Gonçalo Paciência no ataque.



O jogo esse foi de sentido único. O Porto B entrou forte e pressionante na partida e reclamou o controlo total da posse de bola. Francisco Ramos e Leandro deram à defesa uma tarde tranquila, enquanto Pavlovski ficava livre para municiar um ataque com dois extremos rápidos, Ivo e Fred, e um ponta de lança que já dá que falar na equipa principal, Gonçalo Paciência.



Já o Covilhã não conseguia sair da teia montada pelo Porto e em nenhum momento conseguiu dar um ar da sua graça.



Foi assim naturalmente e bastante cedo que apareceu o primeiro golo portista. Na sequência de um canto, Pavlovski cruza para a área onde aparece muito bem Fred a finalizar.



O segundo golo não demora e surge também na sequência de uma bola parada. Desta vez é o mestre dos cruzamentos, o lateral Rafa, que cruza para o cabeceamento certeiro de Ivo.



O jogo do Porto era fluído e confortável, embora as oportunidades em jogo corrido não tenham sido muitas. No entanto, as bolas paradas resolveram o problema.



O terceiro golo surge assim de uma grande penalidade sofrida por Ivo. O extremo ainda falha o golo, mas na recarga, Francisco Ramos confirma.

3-0, tudo muito fácil para o Porto.



O jogo acaba por adormecer e chega-se assim ao intervalo com tudo resolvido.



Talvez por isso os jogadores portistas tenham entrado na segunda parte com pouca energia, mas o Covilhã também não aproveitou.



E o Porto B acaba mesmo com o jogo com um golo de Gonçalo Paciência, mais uma vez na sequência de uma bola parada.



Até final o Porto ainda desperdiça alguns golos feitos. Gonçalo falha uma grande penalidade e depois isolado frente a Taborda. E nem a irreverência do jovem Ruben Macedo altera o resultado final.



No final, fica uma vitória justa do Porto B.






Análise individual:



Gudino: Tarde tranquila e sem grandes trabalhos. Ainda assim, bem em dois momentos.



Victor Garcia: Bem pelo lado direito tanto na defesa como no apoio ao ataque.



Lichnovski: Bem sempre que chamado.



Zé António: Tranquilo.



Rafa: Muito bem na defesa, melhor ainda no ataque a desferir vários cruzamentos venenosos.



Leandro: Alguns erros que acabou por resolver ele próprio. Um bom jogo do médio.



Francisco Ramos: Melhor em campo. Foi o coração do meio campo. O homem que mais bolas recuperou e o que mais trabalhou. Ficou ainda na retina um grande passe para Ruben Macedo.



Pavlovski: Não conseguiu aparecer de forma consistente nos 90 minutos de jogo, mas quando apareceu fez valer a sua presença. Fica na retina um excelente passe a isolar Gonçalo.



Fred: Começou muito bem com várias jogadas de perigo, mas perdeu-se no jogo. Marcou o primeiro.



Ivo: Sempre virtuoso e com pormenores técnicos impressionantes. Marca o segundo golo.



Gonçalo: Um pouco abaixo do seu habitual. Ainda assim bem a jogar de costas para a baliza e a carimbar um bom golo. O penalti que marca é muito denunciado e acaba por falhar um golo isolado.




Tomás: Alguns passes errados, mas entrou com o jogo já resolvido.



Ruben Macedo: Muito rápido e irreverente pela direita.



André Silva: Nada de muito relevante.

 FICHA DE JOGO

FC PORTO B-SPORTING DA COVILHÃ, 4-0
Segunda Liga, 25.ª jornada
1 de Fevereiro de 2015
Estádio de Pedroso, em Vila Nova de Gaia

Árbitro: Luís Ferreira (Braga)
Ássistentes: Nuno Eiras e Luís Cabral
Quarto árbitro: Valdemar Maia

FC PORTO B: Raul Gudiño; Víctor García, Lichnovsky, Zé António e Rafa; Leandro, Francisco Ramos e Pavlovski; Frédéric, Gonçalo Paciência (cap.) e Ivo Rodrigues
Substituições: Leandro por Tomás Podstawski (57m), Frédéric por Ruben Macedo (73m) e Gonçalo Paciência por André Silva (76m)
Não utilizados: Kadú, David Bruno, Tomás Podstawski, Roniel, Pité e André Silva 
Treinador: Luís Castro

SPORTING DA COVILHÃ: Taborda (cap.); Tiago Moreira, Nana K, Edgar e Diogo Coelho; Zé Tiago, Agostinho e Carlos Manuel; Bilel, Erivelto e Traquina
Substituições: Traquina por Kizito (55m), Nana K por Yannick (78m) e Carlos Manuel por Samuel (78m)
Não utilizados: Igor, Vítor Massaia, Vasco, Adriano, Yannick e Samuel
Treinador: Francisco Chaló

Ao intervalo: 3-0
Marcadores: Frédéric (2m), Ivo Rodrigues (16m), Francisco Ramos (38m) e Gonçalo Paciência (66m)
Disciplina: cartão amarelo a Taborda (37m), Leandro (45m), Gonçalo Paciência (54m), Tomás Podstawski (59m), Carlos Manuel (68m), Nana K (69m), Tiago Moreira (79m) e Kizito (90m)

Por: Prodígio 
Enviar um comentário
>