sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

Anatomia dum grito

#Joker #Benfica #FCPorto

  
Já foi divulgado
O tal relatório
Que d’acusatório
Teve um só culpado!

Qu’o outro inocente
Pagou alguns euros
Pelos demais erros
Por reincidente!!?

E nist’o grito
“Escutado” no campo
É que causa espanto
No qu’está lá escrito:

“Marc’a falta…
Ó Filho da P***!”
É grav’a conduta
No jogo d’o empata…

E ainda sabendo
Que vinha massacre
Na segunda parte…
O grito é estupendo!!

Que nisto foi forte
E escutado a léguas
E fora das regras
Ouviu-se a norte…

E até o Jorge
Que pouco escuta…
Do “Filho da P***”
Escutou-o ao longe…

“Foi muito feio
O que lá foi dito…”
Por isso esse grito
Resultou em cheio!!

Pois foi o único
Que deu encarnado!!
O qu’é bem jogado
Num campeonato púdico…

Pois tal não s’ouve
Nunca em qualquer campo
E daí esse espanto!!
No bem que nos soube…

Se fosse expulso
Um jogador contrário
P’lo mesmo vocabulário…
Qual o grito de recurso?

O que diri’o papagaio
Vindo da Televisão
Nessa sua (re)criação
De programa sem ensaio?

Inventaria o sistema
Depois do vangloriar?
Quando estav’a preparar
O programa por antena?

Lembraria as conquistas
Do seu adversário
Já não como corolário
De vitórias nunca vistas?

Ou por lá chamaria
O papagaio de recurso
Pr’a gritar por esse abuso
Nas vitórias qu’ele queria?

Há pois, uma conclusão
N’anatomia deste grito
O benfica está aflito
E já grita sem razão…

Ao voarem os papagaios
Tem-se a casa em alvoroço!
Não s’é um “glorioso”
Sem se grasnar estes ensaios…

Eles estão preocupados
Pois o roubo é descarado!
E s’o benfica é roubado
Já lá ficam depenados…

Pois que s’aproxima
Esse jogo fatídico
E s’o Porto elev’o grito
Baix’a voz de quem “opina”…

Por: Joker
Enviar um comentário
>