segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

Justiça de Fafe

#Joker #Benfica #Arbitragens #Corrupção

  Não de Moreira de Cónegos
Mas de Moreira de Rei
Um tal Visconde fez Lei
Nessa “Justiça dos homens”

E inventou a expressão
Dessa Justiça de Fafe
Por manejar nessa arte
O varapau, por lição!

E num Marquês, lhe deu uso
O varapau p’la ofensa
Qu’equivaleu a sentença…
Do tribunal por seu escuso!

E desse duelo qu’insólito
Tod’a Justiça recorda
Nessa cidade há obra
Que lá alude ao conflito…

É uma justiça pois fera
Que não admit’o ultraje!
E no reparo, se age
Na prontidão de tal terra!

Er’o costume, a vivência
Nessa justiça da época
No qu’hoje a réplica
É a sua ausência…

Que não há Direito
Que por cá se tenha!
E que de Fafe venha
Tal justiça por feito!!

Pois o que de lá vem
Não é de Moreira…
Mas Jorge Ferreira
É “justo” também!

E por justiceiro
É o que mais expulsa!
E do “varapau” abusa
No golpe certeiro!!

Não admite “bocas”
E dá encarnado!!
Que no futebol jogado
As garantias são poucas…

Estav’o benfica
Num momento mau…
E c’o “varapau”
Fafe já vos explica!

Queriam os Cónegos
Bater-se c’o Papa?
C’a Justiça escapa…
Mas não de Fafe, os modos!?

Que não é da terra
Mas dos próprios hábitos
Que por cá são trágicos
Na “justiça cega”…

Pois já se justifica
A sanção por “justa”!
Se vencer nos custa
Porque não s’a aplica?

E se for de Fafe
Está a condizer!
Porque não “bater”
Pr’a que não nos escape?

S’a justiça é cega
Para ser certeira
Porque vai a Moreira
E a isso se nega?

Porqu’é o sintoma
Da nossa doença…
Que não há sentença
Nem Justiça alguma!

A não ser a de Fafe
Por ser justiceira!
P’lo Juiz Ferreira
Carrasco d’APAF!

Por: Joker
Enviar um comentário
>