quarta-feira, 13 de agosto de 2014

Primeira Liga; 1ª Jornada: FC Porto - Marítimo (Antevisão)

#PrimeiraLiga #Primeirajornada #FCPorto-Marítimo(Antevisão) #Porto #Funchal #Futebol #Portugal


A Liga está de volta! Nesta sexta-feira, o FC Porto estreia-se no campeonato, recebendo no Estádio do Dragão a equipa do Marítimo, que procura atingir um lugar europeu no final da temporada.





Atendendo ao facto do mercado só encerrar no final do mês, faz com que o actual plantel da turma madeirense possa ainda vir a sofrer novas alterações e referir que ainda esta semana o conjunto orientado por Leonel Pontes garantiu o concurso do ponta de lança Maazou, jogador que na temporada transacta esteve ao serviço do Vitória de Guimarães.

Comparativamente ao ano anterior na equipa insular destacam-se as saídas de Artur, Sami e dos brasileiros Danilo Dias e Derley.

Em termos de entradas, são onze as aquisições. Atendendo ao que vem sendo os jogos de preparação do Marítimo, de momento apenas os brasileiros Bruno Gallo, Ebinho e Dyego Sousa deverão entrar de início, sendo de esperar um Marítimo com maior rigor e preocupação a nível defensivo, tentando bloquear linhas de passe e explorar a nível ofensivo sobretudo através de transições rápidas, para desta feita tentar surpreender o adversário, que por norma costuma marcar diversos golos no Dragão diante dos insulares.

Pelo que se tem verificado, o sistema táctico a ser utilizado por Leonel Pontes deverá passar por um 4-3-3. Defensivamente, o francês Salin ocupará a baliza, jogando à sua frente os centrais Gegé e o Patrick Bauer. 

No caso de Gegé, é um central que privilegia o uso do físico, enquanto o alemão Patrick Bauer além de ser um atleta com boa presença física, gosta de sair a jogar com critério e dando algum sentido na primeira fase de construção ofensiva. Futuramente, é provável que o Bauer faça dupla com o holandês Ramsteijn, que também pode jogar mais adiantado no terreno, neste caso como médio defensivo.

Nas laterais, Rúben Ferreira vai-se mantendo de pedra e cal no clube, apesar de estar referenciado por alguns clubes europeus. Sobre a direita, o brasileiro João Diogo deverá ser o eleito, ele que comparativamente ao Rúben Ferreira apresenta maiores debilidades defensivas (nomeadamente posicionamento) e será um ponto a explorar pelo FC Porto. Sobre o meio-campo, até ver o jovem Danilo Pereira não saiu e assim sendo será titular, ele que foi um dos melhores pivot´s defensivos no último campeonato, chegando-se inclusive a ser falado para Benfica e Sporting.

Como médios interiores, o regressado Bruno Gallo – já jogou no Leixões e Vitória de Setúbal – ocupará certamente um lugar sobre a esquerda, ele que além de ser um jogador que luta bastante no centro do terreno, destaca-se na capacidade de passe e proporcionar apoios seguros. O terceiro elemento a compor a linha intermédia provavelmente será o Fransérgio, no entanto, o português Fernando Ferreira será alternativa. Quanto ao ataque, o treinador do Marítimo deverá apostar na fase inicial no trio formado pelo Theo Weeks, Ebinho e o Dyego Sousa, contudo, o mais recente reforço para a linha ofensiva (Maazou) poderá ser levado em consideração.




Nos dragões, este jogo inaugural vai permitir a estreia oficial do técnico Julen Lopetegui no comando dos azuis e brancos, numa temporada que se espera que seja recheada de êxitos. O primeiro onze a ser lançado pelo espanhol contará como não podia deixar de ser com alguns dos reforços para esta época.

Exceptuando os lesionados Helton e o reforço Opare, o plantel se encontra na máxima força, estando somente em dúvida o central Martins Indi, que trabalhou condicionado durante a semana e assim sendo, caso não esteja operacional, o mexicano Diego Reyes deverá formar dupla com Maicon.

Dúvidas ainda referentes ao sector intermédio e ofensivo. O criativo Óliver Torres parecia com um lugar assegurado no onze, mas a boa resposta dada pelo argelino Brahimi nos jogos de preparação realizados em Inglaterra fazem com que seja possível entrar na equipa inicial. No entanto é também um jogador que pode actuar em zonas exteriores, e aí  neste caso o “sacrificado” seria Cristian Tello, já que Ricardo Quaresma e o goleador Jackson Martínez terão lugar assegurado.


Por: Dragão Orgulhoso

Enviar um comentário
>