domingo, 27 de outubro de 2013

Segunda Liga, 12.ª jornada: FC Porto B 1 - 2 Chaves, Há dias assim.

Dias em que o cinismo e a manha derrotam a iniciativa e a vontade de ganhar.





Hoje foi um desses dias. O FCPorto B foi sempre superior a um Chaves que fez 2 remates à baliza e marcou 2 golos. Foi superior em jogo jogado, superior em remates, em cruzamentos, foi superior em tudo menos em golos.





Apesar da derrota, ficou uma boa imagem da equipa que deu sempre tudo e esteve incansável na procura do golo.

Com uma mudança chave no onze, Tozé surgiu no meio campo. No seu espaço, o pequeno médio brilhou a organizar todo o jogo da equipa. Sempre nas costas de Kleber, foi o cérebro da equipa e que cérebro!

Na frente Kayembe e Ivo alargavam o jogo nas faixas. Rápidos e desiquilibradores.

Pedro Moreira é que pareceu continuar perdido na posição de médio de transição. No entanto, nem isso abalou o futebol positivo da equipa. Os laterais subiam, a equipa tinha um espírito positivo.

Foi através de um erro infantil dividido por Bolat e Mikel que o Chaves, sem saber como, chega ao golo. Injusto.

A partir daí continuou a só dar Porto. No início da 2ª parte Kleber faz finalmente o golo do empate e a equipa acredita. Mas logo a seguir mais um balde de água fria. Num remate fora da área o Chaves chega à vantagem.

O Porto nunca baixou os braços, melhorou com as entradas de Leandro, Pavlovski e André Silva e teve oportunidades consecutivas para marcar. 
Infelizmente o resultado não se alterou.

Mas ficou uma boa imagem. Para continuar.

Análise individual:

Bolat: Fica ligado ao resultado numa má reposição de bola. Também parece que podia ter feito mais no remate que dá o 1º golo.

Victor Garcia: Exemplar a defender. Ainda ajudou no ataque.

Zé António: O Patrão habitual.

Reys: Bom jogo, muita classe com bola.

Quino: Um jogo descansado a defender. Activo no ataque.

Mikel: Fica ligado ao primeiro golo com uma má recepção. De resto, cumpriu.

Pedro Moreira: Perdido no campo a jogar numa posição que não domina. 
Salvou-se a assistência para o golo de Kleber.

Tozé: Melhor em campo. Grande exibição do pequeno médio. Foi o cérebro da equipa. Jogou no meio campo com grande liberdade e mobilidade. É nesta posição que brilha.

Ivo: Começou bem com uma série de arrancadas e jogadas interessantes, mas nunca defeniu bem o último passe.

Kayembe: Irreverente, rebelde, rápido e dinâmico. Um diamante para lapidar.

Kleber: Um bom jogo. Boas desmarcações, bom golo. Pena ter falhado outro golo quando surgiu isolado. Está claramente a subir de rendimento.

Pavlovski: Entrou muito bem no jogo. Grande leitura de jogo, grande classe. Promete.

Leandro: Importante pela intensidade que trouxe ao meio campo.

André Silva: Entrou muito bem e esteve muito perto de marcar.




FICHA DE JOGO

FC Porto B-Chaves, 1-2
Segunda Liga, 12.ª jornada
27 de Outubro de 2013
Estádio do Pedroso, em Vila Nova de Gaia

Árbitro: Tiago Martins (Lisboa)
Assistência: 590 espectadores

FC PORTO B: Bolat, Victor Garcia, Reyes, Zé António, Quino, Pedro Moreira, Mikel, Tozé, Ivo, Joris Kaiembe e Kléber.
Substituições: Ivo por Tomás Podstawski (45m), Mikel por Leandro (78m) e Tozé por André Silva (78m)
Não utilizados: Kadu, David Bruno, Tiago Ferreira
Treinador: Luís Castro

CHAVES: Paulo Ribeiro, Sagna (Nélson, 88), Lamine Ba, Bura, João Góis, Siaka Bamba, Tengarrinha, Luís Pinto, Clayton, Kuca (Luís Carlos, 75) e Barry (Clemente, 79).
Substituições: Kuka por Luís Carlos (75m), Barry por Clemente (79m) e Sagna por Nélson (88m)
Não utilizados: Nuno Dias, João Fernandes, Eder Diez, Sérgio Organista
Treinador: Quim Machado

Ao intervalo: 0-1
Marcadores: Barry (16m), Kléber (50m), Siaka Bamba (65m)
Cartões amarelos: João Góis (19), Sagna (45), Tozé (46), Siaka Bamba (56), Quino (84) e Paulo Ribeiro (90+3).


Por: Prodígio

Enviar um comentário
>