sábado, 26 de outubro de 2013

Hóquei Braga 1 - 13 FC Porto - Campeão entra em grande estilo

O FC Porto iniciou hoje a luta pelo ceptro de Campeão Nacional. Nesta 1ª jornada deslocou-se a Braga e saiu de lá com uma bela exibição e a aplicar uma goleada à equipa local. Um excelente inicio de campeonato, que garante desde já a liderança. 

Como sabemos a nossa equipa não sofreu qualquer alteração nos jogadores, ninguém saiu, ninguém entrou. 

Talvez por isso assitimos desde cedo a uma organização exemplar, uma equipa coesa,  e dominadora. O FC Porto entrou muito rápido, pressionante quer na saída de bola adversária, quer na defesa da sua área, sem permitir espaço para remates perigosos. Fomos uma equipa inteligente, sabíamos que que o principal perigo vinha do contra-ataque deles. Por isso aplicamos a mesma medida e soubémo-nos precaver em relação a isso, deixávamos sempre alguém atrás de  forma a não permitir situações de contra-golpe do adversário.

Abrimos o marcador cedo, logo no 2º minuto. Uma recuperação de bola, saída rápida para o ataque e os 2 jogadores mais avançados a fazerem estragos. Vimos muitas vezes acontecer isto hoje. O marcador deste 1º golo foi Ricardo Barreiros.

Não fomos obrigados a esperar muito até festejar de novo. Nem um minuto tinha passado e Reinaldo Ventura através de um remate de longe ampliou o resultado.

O 3º golo foi uma fotocópia do 1º. Novamente a mesma sequência de acção. Recuperação, saída rápida para o ataque, passe final e finalização. O marcador ia variando, neste caso foi Jorge Silva.

O domínio era total e muitos outros golos poderiam ter surgido. Vimos Pedro Moreira e Reinaldo Ventura atirar aos postes por exemplo. Do lado contrário nem uma jogada de verdadeiro perigo. A 1ª situação flagrante que o Braga dispôs foi já a meio deste primeiro tempo, que Edo Bosch resolveu bem. 

A equipa diminuiu o ritmo e Tó Neves iniciou a rotação da equipa, já habitual a partir do minuto 12/13 de cada parte. Numa 1ª fase entraram Caio e Vitor Hugo.

Este último entrou com a mira afinada. A 9 minutos do intervalo, o seu 1º golo, o nosso 4º. Foi um golo após mais um contra-golpe claro está... Logo a seguir, novo golo e o mesmo marcador, com o nosso nº 30 a aproveitar o seu bom jogo interior. 

Vitor Hugo ainda teve papel activo no golo seguinte (a cerca de 2 minutos do intervalo). Desta vez não concluiu, "apenas" assistiu. O marcador foi Jorge Silva.

Para terminar este festival nos primeiros 25 minutos, um penalti a nosso favor. caio, com um remate seco e colocado para o lado esquerdo de Guilherme Silva a aumentar ainda mais o score...

Ao intervalo 7 - 0 para o nosso emblema. Estava fácil, muito fácil...


Com o jogo resolvido, apenas uma questão se colocava. Quantos seriam? A equipa parecia disposta a manter o ritmo goleador. Ricardo Barreiros em particular. Marcou os nosos golos 8 e 9, fazendo assim um hat-trick. 

Ainda faltava entrar um jogador no nosso plantel. Tó Neves fez entrar pouco depois (aos 7 minutos) Nelson Filipe. Todos jogariam bastantes minutos, todos são importantes. Uma equipa no verdadeiro significado da palavra.

Tiago Losna, numa recarga à boca da baliza fez o 10º. E para quebrar a monotonia um golo deles. O 10 - 1, prémio justo.

Os comandados de Tó Neves iam abrandando o ritmo e permitindo-se a alguns movimentos técnicos para embelezar uma jogada. Um exemplo: na cobrança do livre directo, correspondente à 10ª falta da equipa visitada, pedro Moreira tentou um "bonito", por trás das costas... Se entrasse era o golo do ano.

O Braga ainda falhou um penalti. Nelson Filipe defendeu bem o remate e até a recarga. Espectacular...

Até ao fim ainda marcaríamos mais 3 golos por Vitor Hugo, Jorge Silva e Hélder Nunes. 13 - 1, uma goleada daquelas a premiar uma grande exibição...

É apenas o começo. Os próximos jogos não serão certamente assim. Teremos de lutar muito, teremos de saber sofrer muito para ganhar. Contudo o jogo de hoje deu-nos excelentes indicios... 


Equipa e marcadores:

5 inicial: Edo, Pedro Moreira, Jorge Silva (3), Ricardo Barreiros (3) e Reinaldo Ventura (1)
Jogaram ainda: Nelson Filipe, Vitor Hugo (3), Caio (1), Hélder Nunes (1) e Tiago Losna (1)


Por: Paulinho Santos
Enviar um comentário
>