quarta-feira, 12 de novembro de 2014

Na Relação dos túneis

#benfica #túneis #FCPorto #Joker


E da luz, há quem visse
Que não há fora-de-jogo!?
E o Paixão soube-o logo
Daí ter marcado pé-em-riste!

Pois o Jardel c’a cabeça
Sofreu falta atacante
Pois estava perto, o bastante
Pr’a ser comido em ligeireza….

E como seguia isolado
O jogador do Nacional
O assistente fez sinal
Pr’a lembrar o pé levantado!?

E na dúvida, o Paixão
Ainda veio d’encontro à lateral
E ali lhe fez um sinal…
Qu’era boa a marcação!?

E ainda se ri o jurista
Qu’um dia foi “nosso” político:
Roubar por roubar, é gratuito
Roubar pr’a ganhar, é conquista!

Todas as semanas o de sempre
No roubo “normal” pr’o regime!
Qu’a boa sentença dá crime
E se arquivada já mente!

É assim a “justiça” do Silva
Nos proveitos da Relação…
Onde por obra da provocação
Tiveram do túnel, a pildra!

Assim lá venceram o ceptro
Suspendendo o melhor jogador
Por esse ponta-doutor…
Um campeonato limpo e correcto!

Os jogadores agiram bem
Pois eu faria o mesmo!
Gozados por um estafermo
Na trama, sabemos de quem!

Por isso a condenação
Caiu em saco rôto…
O Sandro levou no escroto
Confirmou-o a Relação!

Algumas lá se perderam…
As que cairam no chão!
Do túnel, diz a Relação
Os Stewards algumas comeram!

O túnel sai revigorado
Na sentença do tribunal
Qu’o Costa condenou igual…
No campeonato então viciado!

E nisto se lembra do acto
O Silva lá no seu mural
É o seu habitat natural…
Um túnel a lembrar o mato!


Por: Joker
Enviar um comentário
>