quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

Será a culpa desta "titubeante" fase do FC Porto apenas do treinador? Claro que não!





No preciso momento em que estou a escrever estas palavras, o FC Porto acaba de perder para o campeonato em Barcelos com o Gil Vicente por três bolas a uma, perdendo aqui uma oportunidade única de igualar um record do SLB do tempo de Mortimore sem derrotas durante 55 jogos.


Já por aqui proferi alguns considerandos sobre o atual momento do campeão nacional em título, versando algumas deficiências e erros da equipa, e ao mesmo tempo, defendendo algumas tomadas de posição da SAD e do seu treinador, antes e durante o campeonato que agora tentarei esmiuçar em vários pontos de análise a saber:





1)    Começo por dizer que não é habitual no FC Porto começar uma época sem resolver alguns problemas pendentes, a começar pelo treinador, pese embora que nada fazia prever que Villas-Boas saísse pouco tempo antes de começar o campeonato, para além da indecisão da venda de alguns passes de jogadores importantes, como Álvaro Pereira, Fernando, Guarín, Rolando, Fucile, Cristian Rodriguez e Falcão que contribuíram para a situação.

2)    Em segundo lugar um clube com a experiência do FC Porto não pode estar sujeito a estar dependente da qualidade, ou não, dos seus dois únicos avançados centro de raiz da equipa, Kleber e Walter , que cada um a seu jeito, sempre foram dando sinais que não estariam à altura dos pergaminhos do clube, perdendo o FCP para o seu eterno rival, o SLB, uma enorme vantagem numa zona crucial do terreno, onde o clube da capital este ano está devidamente preparado com várias opções de qualidade. 





3)    Também não era costume o FC Porto fazer aquisições de algum risco, tendo em conta o valor dos passes de Alex Sandro e Danilo e as posições que os dois ocupam no terreno. Pelo preço que Alex Sandro custou só poderia estar a jogar a titular, e só não está devido ao FC Porto ter cometido o erro de não ter aproveitado o bom negócio do Chelsea com a venda do passe de Álvaro Pereira. Quanto a Danilo também não se entendeu muito bem o momento e a trapalhada da sua vinda para o clube, para além do excessivo valor do seu passe, que a meu ver, o obrigaria a entrar na equipa de caras e não a espaços como está a acontecer.

4)    Chegar quase ao último dia do período de transferências de Janeiro para resolver situações pendentes, não será certamente apanágio do grande clube do norte do país, antes pelo contrário, estavamos habituados a que todas estas situações estivessem devidamente tratadas e resolvidas, o que se estranha um pouco e nos leva a pensar que alguma coisa estará a correr mal em termos de gestão da SAD.

5)    Por tudo isto é que penso que a culpa do que está a acontecer para os lados do dragão, não se poderá propriamente dizer que será só do seu treinador e da sua equipa técnica, que apesar de já ter cometido alguns erros, não terá culpa de todos estas peripécias e más opções durante o presente ano futebolístico. Valha-nos agora a esperança no factor Lucho Gonzalez.




6)    Apesar de me considerar um portista por excelência e por essa via nunca um derrotista do meu clube de coração, também tenho a plena noção que nunca podemos ganhar sempre, apesar de a alguns anos atrás assim estavamos habituados, sendo que por vezes na vida há sempre um tempo que devemos aproveitar a ocasião para corrigir os erros cometidos.


Messi e Iturbe




7)    Por último, e ainda sem perder as esperanças de uma recuperação, tendo em conta que o SLB também já denota alguma instabilidade, apesar de estar a ser ajudado por algumas arbitragens menos conseguidas como aquela que aconteceu na Vila da Feira, penso também que o FC Porto com os valores de qualidade que tem no seu plantel da atualidade e a sua juventude e ambição que patenteia, como James, Danilo, Alex Sandro, Iturbe, Souza, Mangala, Fernando, Varela, Hulk, entre outros que certamente se juntarão a estes, poderá no próximo ano voltar a ser igual a ele mesmo, ou seja, voltar a ser de novo campeão nacional e continuar a marcar pontos no panorama nacional e internacional.






Por: Natachas
Enviar um comentário
>